Por Conteúdo Estadão Em Brasil & Mundo

Adiada para 23 de agosto as 500 Milhas de Indianápolis por causa do coronavírus

A tradicional prova das 500 milhas de Indianápolis, programada inicialmente para 24 de maio, foi adiada para 23 de agosto por causa da pandemia de coronavírus. Será a primeira vez desde 1946 que a corrida não será disputada no fim de semana anterior ao Memorial Day, feriado nacional nos Estados Unidos em homenagem aos militares mortos em combate, programado para a última segunda-feira de maio.

Os treinos livres serão disputados nos dias 13 e 14 de agosto, enquanto a classificação do grid será definida nos dias 15 e 16. No dia 21 será a última prática na pista antes da prova e na véspera da corrida, dia 22, está programada a sessão de autógrafos como parte do "Dia das Lendas".

O adiamento foi algo inevitável, após todas as competições a motor terem cancelado várias de suas etapas pelo mundo, incluindo Fórmula 1 e MotoGP. A corrida de maio seria a primeira de Roger Penske na direção, após ter comprado o Indianapolis Motor Speedway e a Indy Car em janeiro.

"A saúde de nossos participantes e espectadores da prova são a nossa máxima prioridade. Acreditamos que o adiamento é a decisão mais responsável com as condições e restrições que enfrentamos", disse Penske, obrigado a cancelar quatro etapas da Indy (São Petersburgo, Flórida, Long Beach e Texas). A próxima prevista é de 31 de maio, em Detroit.

As 500 Milhas de Indianápolis começaram a ser disputadas em 1911, mas não foram realizadas em 1917, 1918, e de
1941 a 1945 por causa das duas guerras mundiais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Brasil & Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.