Você conhece a história do Vale do Paraíba e o café? Sabe como este produto foi importante para o desenvolvimento de algumas cidades da região?

Confira neste texto!

COMO FOI O DESENVOLVIMENTO DA CULTURA DO CAFÉ NO VALE?

A história do Vale do Paraíba e o café tiveram uma forte relação a partir do ano de 1850, quando o produto ganhou destaque na produção agrícola da região. Cidades do Vale do Paraíba Fluminense e Paulista passaram a cultivar o café e a dominar cerca de 78% do mercado interno no contexto da produção nacional. Os principais municípios produtores de café no território paulista foram Bananal e Areias. Já no Vale Fluminense, os destaques foram Vassouras e Cantagalo.

CURIOSIDADES SOBRE A HISTÓRIA DO VALE DO PARAÍBA E O CAFÉ

A produção de café no Vale do Paraíba marcou a figura dos poderosos barões do café, grandes proprietários de terras da região. No auge do cultivo de café no Vale, o produto foi considerado o principal artigo de exportação do Brasil.

No período de ascensão do café no Vale do Paraíba, a região contava com terras férteis e virgens, ideais para este tipo de cultivo. O clima do Vale também era bastante favorável ao desenvolvimento da cafeicultura.

A história do Vale do Paraíba e o café foi vigorosa até o final do século XIX. Nessa época, a produção era feita por meio do uso extensivo do solo, da mão de obra escrava e do transporte ferroviário, que contava com o suporte da ferrovia Dom Pedro II, que, mais tarde, recebeu o nome de Central do Brasil.

A cidade de Vassouras, no Vale do Paraíba Fluminense, foi tão importante neste período que chegou a receber o título de “Capital Nacional do Café”. O café produzido no Vale tinha como destino as nações da Europa e os Estados Unidos.

A expansão e o sucesso da lavoura cafeeira no Vale do Paraíba foram fundamentais para fortalecer o império e a economia nacional. Os bons resultados da produção de café na região seguiram fortes até a década de 1880. Contudo, a história do Vale do Paraíba e o café foi abreviada por causa do tipo de exploração predatória e desmedida das terras, o que comprometeu de forma significativa a fertilidade dos solos e a produtividade.

Depois que a capacidade de produção do Vale se esgotou, o café passou a ser cultivado em outra região do Estado de São Paulo: a área que fica no Oeste Paulista e abrange cidades como Campinas, Rio Claro e Araraquara.

Como lembrança da história do Vale do Paraíba e o café ficaram os casarões e as fazendas do café, como a Fazenda Mulungú Vermelho, em Vassouras (RJ); e a Fazenda Loanda, em Bananal (SP). Vale a pena conhecer a história dos barões do café, a arquitetura colonial Neo Clássica marcante e os detalhes sobre a cultura do café na região!

vale_e_cafe_foto_do_multirio_rj

Fazenda da região valeparaibana na época do Café

Multirio