Estudantes, funcionários e professores da UNIFESP protestam contra a falta de segurança do campus de São José dos Campos na tarde desta segunda-feira (20). Eles se uniram na Praça Afonso pena e seguiram para a Prefeitura Municipal, por volta de 15h30. 

No último dia 16, durante um treino de vôlei na quadra da Unidade Parque Tecnológico, oito assaltantes com armas de fogo e de choque renderam e roubaram estudantes. Aconteceram outros assaltos em 2016, de acordo com os estudantes, motos já foram roubadas, carros foram atingidos por balas e estudantes agredidos. 

De acordo com a Carta Aberta e Abaixo Assinado, os alunos pedem mais guardas no campus, poda da vegetação, revisão no sistema de transporte público e mais iluminação no campus, ponto de ônibus e estradas ao redor da Universidade.

Segundo o estudante de Ciências e Tecnologia Lucas Reis, um dos pontos críticos do campus é o local onde os alunos pegam ônibus. 

 “Além da nossa segurança no campus que é totalmente comprometida, o local do ponto de ônibus é muito escuro, perigoso e com vegetação alta. Não temos condição nenhuma de segurança na faculdade e no transporte, não podemos estudar com essas condições”, disse o estudante ao Meon.

O ato foi decidido em uma assembléia geral feita pelos estudantes, de acordo com informações dos próprios idealizadores da manifestação, cerca de 400 estudantes e professores da instituição aderiram ao abaixo assinado

 A manifestação foi acompanhada por guardas de trânsito que bloquearam totalmente o trânsito em algumas ruas e parcialmente na avenida João Guilhermino. De acordo com a guarda, a manifestação causou um breve transtorno, mas logo o trânsito foi normalizado na região.