foto_edp

As inspeções foram feitas em 17 cidades da RMVale

Divulgação EDP

 

A EDP, concessionaria de energia responsável por 19 cidades da RMVale, inspecionou mais de 15 mil instalações no primeiro semestre de 2018 na região. O objetivo da operação foi atuar contra fraudes de energia. As inspeções resultaram na recuperação de mais de 3 mil megawatts-hora (MWh). O volume é o suficiente para abastecer os municípios de Monteiro Lobato, Jambeiro e Santa Branca ou 26 mil habitantes por um mês. 

A maioria das fraudes de energia é proveniente de instalações residenciais clandestinas. O diretor de relações institucionais da EDP, Marcos Scarpa, alerta que os chamados "gatos" oferecem diversos riscos para quem faz e para toda população. "As pessoas querem furtar energia, mas não tem noção do perigo que estão correndo. É uma atitude que pode levar pessoas a óbito, seja no momento da instalação ou em incidentes futuros”, diz Scarpa. Essas instalações irregulares também podem causar incêndios, curto circuito na residência portadora e vizinhas, fuga de energia e variação na tenção da localidade. Marcos diz ainda que as equipes da EDP utilizam muitos equipamentos de segurança para mexer na rede elétrica. A pessoa que sobe no poste para fazer um ligamento clandestino está correndo um grande risco de causar sua própria morte ou a de outras pessoas. 

Outro tipo de fraude elétrica é a adulteração no relógio. Nesses casos podem ser feitas modificações na fiação ou até mesmo uso de tecnologia. As fraudes desse tipo são mais comuns em empresas e são responsáveis pelo roubo de grandes volumes de eletricidade. A adulteração é feita para que somente uma parte da energia consumida seja registrada, o que faz com que a conta chegue em um valor muito mais baixo.

Além dos perigos, as instalações clandestinas podem prejudicar a qualidade do fornecimento de outras residenciais e impacta diretamente nas taxas da conta de luz. 

A concessionária monitora 75% do consumo das cidades. A maior parte das fraudes é identificada por esse monitoramento. Porém, a EDP faz um apelo para que a população denuncie as instalações clandestinas, assim as vistorias são mais assertivas. "A partir do momento em que a pessoa faz a denuncia, a equipe técnica consegue ir diretamente ao local irregular", salienta Scarpa. As denuncias são 100% sigilosas e podem ser feitas pelo site da EDP, por telefone, pelo aplicativo de celular ou pessoalmente em uma agencia. 

 

Canais de atendimento para denuncias:

- Site EDP Online;

- Central de Atendimento ao Cliente: 0800 721 0123 (ligação gratuita).

- Agências de atendimento (o endereço de cada ponto pode ser encontrado no site EDP Online)

- Aplicativo EDP Online (compatível com as plataformas Android™, iOS e Windows Phone)