A pedido da Polícia Civil, a Justiça de Campos do Jordão decretou a internação cautelar da motorista de 61 anos que atropelou três pessoas na cachoeira Ducha de Prata, em Campos do Jordão, no último fim de semana.

A decisão foi tomada após a morte de uma das vítimas, o motociclista Marcio Rogério Queiroz de Oliveira, de 34 anos, que teve ferimentos expostos nos braços e pernas e não resistiu. O sepultamento aconteceu na tarde quinta-feira (18).

Segundo delegado responsável pela caso, Luiz Geraldo Ferreira, a idosa não possui condições de permanecer em liberdade.

"Tomei essa decisão porque acredito que ela, em liberdade, representa um risco para a sociedade. Por isso, representei ao juiz para que ela não tivesse a possibilidade de voltar para as ruas. A situação dela não é de uma pessoa hospitalizada. Ela está presa e sendo tratada", explicou a decisão. 

Prisão

O mulher estava internada no hospital municipal da cidade, onde foram feitos exames e apresentados laudos médicos, e posteriormente encaminhada para a delegacia, onde está detida aguardando decisão da Justiça.

"No momento, ela está sob escolta policial, aguardando decisão para qual unidade manicomial judicial mais próxima ela deve ser levada. Essa é uma internação cautelar. Ela ainda vai passar por exames clínicos, mas laudos médicos do pronto-socorro já apontam surtos psicóticos em razão da esquizofrenia", comenta o delegado.

Ferreira ainda aponta que a professora aposentada morava sozinha em Campos do Jordão e que a família não entrou com nenhuma ação contra a decisão da Polícia Civil.

"Em nenhum momento ela negou o que ocorreu. Ela lembra de tudo e fala que foi movida por uma força maligna, que falava que tinha que matar. O irmão mais próximo mora longe e afirmou que não tem condições de se responsabilizar por ela", conta.

Vítimas

Entre os feridos no acidente está Janaina Barbara Sabino, 32 anos, diagnosticada com traumatismo craniano. Ela permanece internada em estado grave no Hospital Regional de Taubaté, mas seu quadro é considerado estável. A equipe médica informou à Polícia Civil que ainda não existe uma previsão de alta. 

Atropelamento Campos

Idosa teria sofrido surto psicótico quando atropelou turistas

Arquivo