20140930_cadeia_publica_de_guara_940_rep_google_maps_1

Delegacia seccional de Guará;  déficit de policiais prejudica atendimento

Reprodução/Google Maps

O delegado seccional de Guaratinguetá, Márcio Marques Ramalho, levantou essa semana uma discussão sobre o déficit de policiais civis na região. Segundo ele, a falta de pessoal afeta o atendimento à população e obriga as equipes de investigação a priorizarem os casos mais graves.

A seccional responde pelas cidades de Guaratinguetá, Aparecida, Cunha, Roseira, Cachoeira Paulista,  Lorena, Canas, Piquete, Potim e Roseira.

Segundo Ramalho, a região conta hoje com 23 delegados, mas o ideal seria de 30 a 35 para cobrir as delegacias e os plantões policiais. O quadro de investigadores e escrivães também estaria desfalcado. “Hoje trabalhamos com ¼ dos escrivães”, disse.

Além de sobrecarregar os policiais, Ramalho afirma que o déficit afeta diretamente o atendimento ao cidadão. “Temos que trabalhar como um pronto-socorro, damos prioridade aos casos mais graves”, disse.

As delegacias  fazem o atendimento e registro de todas as ocorrências criminais, condução dos inquéritos, investigação, oitivas (depoimento de testemunhas), indiciamentos e cumprem mandados judiciais, entre outros.

Segundo o Sindpesp, sindicato que representa os delegados, em todo o Estado há um déficit de 11.435 na Polícia Civil. Entre os cargos vagos, 574 seriam de delegado, 2.070 de escrivães e 2.447 de investigador.

Apoio

Na última sexta-feira, o Sindpesp divulgou uma nota de apoio ao delegado seccional de Guaratinguetá e em repúdio à SSP.

“O governador deveria agradecer por mostrarmos a realidade, que  muitas vezes é mascarada por seus assessores. É no Estado inteiro, todas as regiões passam por esse processo de sucateamento”, disse a presidente do sindicato, Raquel Kobashi Gallinati.

Segundo ela, outro fator que contribui para o sucateamento da Polícia Civil é a defasagem salarial. “Os delegados estão há cinco anos sem receber reajustes”, disse.

A entidade elaborou um ranking nacional com salário de delegados de todos os estados brasileiros; São Paulo aparece em última posição, com 10.184.

SSP

A SSP (Secretaria de Segurança Pública) negou que haja déficit na região de Guará e informou que todos os crimes registrados pelas delegacias subordinadas à Seccional são investigados.

Segundo a assessoria de imprensa da pasta, a seccional conta com 214 policiais civis, distribuídos pelas delegacias da região.

A SSP informou ainda que este ano foram 44 enviados novos policiais para a região do Vale. Outros 1.105 agentes estão em período de formação na Academia de Polícia e reforçarão o policiamento após a conclusão do curso. Um novo concurso será realizado para preencher 2.750 vagas da Polícia Civil.