ortiz_junior_murilo_cunha

Após voltar à prefeitura, Ortiz Júnior agora tem seu segundo mandato garantido pela Justiça

Murilo Cunha

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) aceitou nesta segunda (21), o pedido do prefeito Ortiz Júnior (PSDB) para ter a sua candidatura nas eleições de 2016 liberada. O registro dele havia sido negado pela Justiça Eleitoral por ele ter sido enquadrado na lei da ficha-limpa após uma condenação por abuso de poder político e econômico.

Leia Também

Ortiz conseguiu se candidatar ‘sob-júdice’ por ainda caber recurso contra a condenação, e foi o candidato mais votado na urna, com cerca de 74 mil votos. Desde então, as eleições seguiam suspensas na cidade até que a situação jurídica do candidato se resolvesse.

No dia 25 de outubro, Júnior conseguiu se livrar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) das acusações, voltando a ser ficha limpa. A decisão permitiu que ele retornasse à prefeitura na última quinta-feira (17) e tivesse o registro enfim liberado, uma vez que o tucano deixou de ser considerado ficha suja.

O próximo passo é o TRE notificar a Justiça Eleitoral de Taubaté, que deve homologar o resultado das eleições.