f00043350g

Comandados pela profª Giselle Rodrigues, alunos chegaram cedo ao parque

Claudio Vieira/PMSJC

A primeira aula gratuita de Zumba™ no Parque Alberto Simões superou as expectativas e atraiu cerca de 200 pessoas, que não se intimidaram com o vento gelado do início da noite desta segunda-feira (13). 

Comandados pela professora Giselle Rodrigues, os alunos chegaram cedo ao parque no bairro Altos de Santana e o espaço ao lado da academia ao ar livre, na portaria da rua Alto da Boa Vista, ficou pequeno. A aula foi transferida para a pista de esportes radicais para que todos tivessem espaço para as coreografias. 

Uma das munícipes mais ansiosas para a aula era Priscila Cristina dos Santos, 26 anos. Vizinha do Alberto Simões, ela contou estar “muito animada e feliz” com o início das atividades e espera que a frequência das aulas aumente para ‘fidelizar’ a população no exercício físico. 

Procuro qualidade de vida e lógico que junto com tudo: alimentação, orientação médica e controle da pressão"

Gabriel ArcanjoAposentado

“O pessoal sempre pediu alguma coisa aqui no parque, sempre falamos bastante para o coordenador e agora acho que vai dar certo. Eles estão bem empolgados animados”, disse Priscila. 

E toda a empolgação se refletia no rosto do senhor Gabriel Arcanjo Nogueira, 70 anos. Ele, que faz alongamento duas vezes por semana com orientação do professor Ricardo, que atende a academia ao ar livre do Alberto Simões, elogiou a iniciativa e disse que a população e a Administração estão “em sintonia”. 

“Acima de tudo procuro qualidade de vida e lógico que junto com tudo: alimentação, orientação médica e controle da pressão -- toda semana faço a medição da pressão na UBS. A gente tem que procurar o equilíbrio”, falou Gabriel Arcanjo. 

O jornalista aposentado, um dos poucos homens do grupo, alertou ainda para a baixa participação do gênero. “Tem que mudar a mentalidade. Hoje vim com minha esposa, minha filha e meu genro. Ele relutou, mas veio. Já ganhei mais um”, afirmou, com bom humor, Gabriel. 

Já Márcia Aparecida, 44 anos, e Ivete Andrade, 56 anos, souberam da aula pelo facebook da Prefeitura e aprovaram a atividade pelo fato de ser em um horário flexível. 

“Já tentei ginástica e outras coisas no Poli (Centro Poliesportivo Altos de Santana), mas é difícil, e às vezes não consigo caminhar, porque tenho criança pequena. Esse horário da aula encaixou certinho para mim”, falou Márcia. 

Aulas

Além do Parque Alberto Simões, a mesma aula gratuita também é oferecida na região sul, no Centro da Juventude (rua Aurora Pinto da Cunha, 131 – Jardim América), todas as segundas-feiras, a partir das 18h30. 

f00043354g

Gabriel Arcanjo, 70 anos, elogiou a iniciativa da Prefeitura e aproveitou a aula

Claudio Vieira/PMSJC