liberdade_e_masturbacao_feminina

Prazer sem culpa

Reprodução

Querida leitora, iniciarei este artigo propondo um pouco de história e falando da revolução sexual que chegou por aqui em terra Brasílis nos anos 60 a 70, trazendo novos códigos de comportamento sexual, o que incluía uma maior aceitação do sexo fora das relações heterossexuais e monogâmicas tradicionais.

A contracepção e a pílula, nudez em público, a normalização da homossexualidade e outras formas alternativas de sexualidade e a legalização do aborto foram fenômenos que começaram a ganhar força nas sociedades ocidentais.

Com os avanços na fabricação e na produção da borracha tornou possível a concepção e produção de preservativos que podem ser usados por centenas de milhões de homens e mulheres para evitar a gravidez a um custo reduzido.

Comprar ou adquirir afrodisíacos e/ou brinquedos sexuais se tornou "normal". O sadomasoquismo ("S&M") ganhou popularidade e o divórcio unilateral tornou-se legal e fácil de obter em muitos países durante os anos 1960 e 1970.

Passou-se muito e ainda estamos aqui para elucidar sobre a sexualidade e o sexo permitido na sociedade. Isso significa que buscamos a permissão de prazer sem que as mulheres sejam julgadas moralmente por suas escolhas de com quem, como e porque fazer sexo.

O mais incrível é o sucesso entre as mulheres sobre livros que descrevem abertamente relações sexuais, e são estas fantasias que secretamente povoam as mentes femininas sem que elas possam confessar aos seus parceiros.

Acredito que todas as mulheres podem e devem vivenciar suas fantasias, possuir seus brinquedos eróticos e libertarem-se de preconceitos sexuais, inclusive para com as outras mulheres, que como suas pares, devem ser companheiras nestas novas conquistas.

Formas de buscar o orgasmo e o prazer sexual só faz das mulheres cada vez mais empoderadas, de seu próprio corpo a serviço do prazer pessoal e de uma liberdade sexual tanto sonhada.

Vamos fazer uma nova revolução sexual, a do prazer sem culpa!

Feliz nova luta a todas as mulheres!