Tomar aquele cafezinho gostoso ao acordar, depois do almoço, no lanche ou antes de dormir. Essa é a rotina de muitos brasileiros amantes da bebida. Mas será que esse hábito faz bem para a saúde?

O café tem que ser puro para que possamos desfrutar de seus benefícios

A quantidade moderada de café pode sim trazer benefícios. Moderação é, e sempre será, a chave para desfrutarmos da tão sonhada saúde, disposição e longevidade. O café é considerado um potente antioxidante, contém, na sua composição, o ácido hidrocinâmico e polifenóis. Os antioxidantes combatem os radicais livres, moléculas instáveis, que são formadas no organismo por meio do fumo, poluição, álcool, nutrição inadequada, e são responsáveis por desencadear várias patologias e o envelhecimento precoce, tanto físico quanto celular. 

Estudos demonstram que é o excesso de cafeína causa aumento da irritabilidade, dores de cabeça, gastrite, insônia, diarréia, baixa do estoque de cálcio no organismo (o que favorece ou agrava a osteoporose). Por isso, a orientação é consumir em equilíbrio.

É importante ressaltar, também, que a qualidade dos grãos interfere nesses benefícios e, claro, que, se acompanhado de açúcares ou adoçantes artificiais, essas propriedade benéficas vão por água abaixo. Infelizmente, fomos educados a consumí-lo de forma errada. O café tem que ser puro para que possamos desfrutar de seus benefícios.

ana_caroline_nutricionista

Ana Caroline Oliveira é nutricionista e atende em São José dos Campos

Arquivo pessoal