A Chlorella ou chlorella vulgaris, seu nome científico, é uma microalga verde unicelular de água doce. Conta com algumas características bem curiosas, como seu tamanho mínimo, que é de 2 a 8 mícrons de diâmetro, mas nem por isso é menos poderosa.

Os efeitos da Chlorella estão ligados à sua variada composição. Cada componente oferece seus próprios e valiosos benefícios à saúde. Além disso, a potência dos efeitos da Chlorella pode ser atribuída à sinergia dos seus componentes, que ficam exponencialmente mais poderosas unidas do que quando os compostos são tomados separadamente.

O Fator de Crescimento Chlorella (FCC) é um composto único desta microalga e muito conhecido pela sua capacidades excepcional de reparação e desenvolvimento de células.

Ele é composto por altos níveis de ácidos nucléicos, ácido ribonucléico (RNA), e ácido desoxirribonucleico (DNA), que nada são mais do que a matéria prima para construção de células.

É graças ao FCC que Chlorella é capaz de estimular a produção e reconstrução de tecidos do nosso corpo, a aceleração do processo de cicatrização e a recuperação de lesões. Este composto também ajuda a retardar o processo de envelhecimento e auxilia no crescimento e desenvolvimento de crianças e adolescentes.

Uma das principais razões para tomar Chlorella é o seu poder detox. A exposição frequente a vários metais pesados, como chumbo, urânio, cádmio e mercúrio, acaba nos intoxicando, sem nem nos darmos conta. Eles acabam penetrando no sistema nervoso central e ossos. E se não houver uma desintoxicação, com o passar do tempo, essa concentração pode se tornar uma intoxicação mais severa. Sendo assim, o consumo de Chlorella pode agir favorecendo a desintoxicação, já que se trata de um  poderoso desintoxicante.

Apesar das diversas razões para tomar Chlorella, ela tem algumas contraindicações. A ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária restringe o uso para gestantes, lactantes e crianças (até 11 anos), mas estes grupos podem consumir com a prescrição de uma nutricionista ou médico. Existem ressalvas no consumo para pessoas alérgicas a fenilalanina e a frutos do mar.

ana caroline nutricionista

Ana Caroline Oliveira é nutricionista em São José e colunista do Meon

Arquivo pessoal