oficina_escrever_com_a_luz_home

Zoran Djordjevic e alunos: exposição mostra documentário e vídeos de ficção 

Divulgação

O Teatro Mário Covas, em Caraguatatuba, recebe até o dia 18 de julho a 1ª Mostra Altino Bondesan de Fotografia e Vídeo do Litoral Norte que reúne os produtos audiovisuais das oficinas ministradas pelo cineasta sérvio Zoran Djordjevic. A entrada é gratuita de terça a sexta-feira, das 10h às 12h e das 14h às 17h.

Como resultado de três módulos, as oficinas realizadas em 2013 e no Carnaval desse ano ensinaram cerca de 60 alunos a produzir ensaios fotográficos, documentários, vídeos de ficção e videoclipes que, em formato de curtas-metragens, ficam disponíveis para exibição na mostra.

"Por causa do tempo curto, foram menos de cem horas no total, as oficinas ficaram bem práticas, a câmera sempre estava ligada", afirma Zoran Djordjevic. Segundo o produtor audiovisual foram feitos desde registros de flash mob a mini-documentários sobre maracatu. Os equipamentos eram câmeras semi-profissionais.

As atividades do projeto fazem parte das Oficinas Culturais Altino Bondensan, programa do Estado de São Paulo. Entre os participantes estão atores, universitários, comunicadores e entusiastas da imagem em movimento que fizeram roteiro, filmagem, edição e finalização dos vídeos.

"Os alunos gostam muito de cinema, quem sabe um dia juntamos todo mundo de novo num quarto módulo e fazemos um filme maior, um média ou longa-metragem", diz.

Zoran
Djordjevic nasceu em Valjievo, na extinta Iugoslávia, hoje Sérvia e Montenegro. Estudou cinema na Escola Nacional de Cinema de Praga, na República Checa, onde algumas de suas aulas foram com Milos Forman, clássico cineasta, diretor de "Um Estranho no Ninho" (1975). Atualmente se dedica a produzir documentários em Caraguatatuba e São José dos Campos.