bambuzal

Estrutura de bambu montada para este período recebe contação de histórias

Divulgação

Quem quiser participar da programação especial de agosto no Museu do Folclore, em São José dos Campos, deve correr. As atividades preparadas para o mês em que se comemora o mês do folclore, que este ano têm como tema a “Bambuzada, no Reino do Bambu”, vão até esta sexta-feira (2).

Uma estrutura em espiral de bambu açu, instalada ao ar livre, foi montada em frente ao museu para comemorar a data. Durante todo o mês, os visitantes puderam vivenciar a utilização do bambu em diferentes artefatos presentes no dia-a-dia de muita gente.

O bambu foi escolhido como tema central das atividades em razão da diversidade de espécies existentes no Parque da Cidade e também da importância dessa matéria-prima para a cultura popular. Nela, os visitantes têm contato com objetos (vários deles na exposição permanente do museu) onde o bambu é empregado e ainda passam a conhecer algumas de suas espécies.

Além das técnicas de utilização do bambu, a programação especial também contempla atividades de contação de história e exposições especiais.

Ao todo, pouco mais de 1.700 alunos da educação infantil e do ensino fundamental passaram pelo museu durante este período de programação especial. Quem acompanhou as atividades gostou do que viu. A professora Erica de Carvalho Grilo, por exemplo, destacou a oportunidade de conhecer melhor os fazeres da nossa cultura.

“Apesar já conhecer o Museu do Folclore, esta é a primeira vez que levo minha turma para participar das atividades do Mês do Folclore e achei o tema bastante enriquecedor culturalmente. É uma oportunidade única deles conhecerem um pouco mais sobre a nossa cultura popular”, ressalta a docente da Escola Municipal Vera Lúcia Barreto, que fica na zona norte de São José dos Campos.

A programação especial do mês do folclore acontece de terça a sexta-feira em quatro horários: às 9h, 10h30, 14h e 15h30.O atendimento aos visitantes é realizado por uma equipe de mediadores do museu.

Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone (12) 3924-7318, ou pela página do museu no Facebook.