Por Conteúdo Estadão Em Opinião

Dieese: custo de vida do paulistano estabiliza em junho

O custo de vida na cidade de São Paulo, apurado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), não apresentou variação em junho na comparação com maio. Enquanto Habitação subiu 0,44% no período, movimento apresentado também por Despesas Pessoais (0,39%), os preços de Alimentação e Transporte recuaram 0,27% cada. Com isso, e devido ao peso destes grupos, o Índice do Custo de Vida (ICV) se manteve estável em junho.

No primeiro semestre de 2014, a taxa apurada em São Paulo foi de 4,13%. As maiores altas foram verificadas em Educação e Leitura (8,49%), Despesas Pessoais (8,35%), Alimentação (5,75%) e Despesas Diversas (4,34%). Registraram variações também positivas Habitação (3,00%), Saúde (2,82%), Transporte (1,51%), Recreação (1,07%), Equipamento Doméstico (0,64%) e Vestuário (0,05%).

Em 12 meses, a inflação na capital paulista acumula alta de 6,19%. Na análise em 12 meses, cinco dos dez grupos que compõem o indicador variaram acima do índice geral: Despesas Diversas (11,40%), Despesas Pessoais (10,11%), Educação e Leitura (8,83%), Saúde (8,77%) e Alimentação (8,12%).

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Opinião

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.