Por Meon Em Opinião

Queda no preço da cesta básica em junho

O Nupes (Núcleo de Pesquisas Econômico-Sociais da Universidade de Taubaté) calcula todo mês a variação do preço da Cesta Básica Familiar do Vale do Paraíba, feita para uma família-padrão brasileira com 5 pessoas e com poder de compra de 5 salários mínimos vigentes (R$ 724,00) totalizando R$ 3.620,00. No mês de junho o custo foi de R$ 1.211,34 correspondendo a uma queda de -0,48% em relação ao mês de maio de 2014 (R$ 1.217,19).

São pesquisados 5 supermercados de Taubaté, 5 supermercados de São José dos Campos, 4 supermercados de Caçapava e 3 supermercados de Campos do Jordão. Caçapava foi a cidade do Vale do Paraíba que apresentou menor custo da cesta básica (R$ 1.196,66) e Campos do Jordão o maior custo (R$ 1.220,05) nesse mês. A diferença da variação entre as cidades (menor e maior custo) aumentou de 1,93% no mês de maio de 2014 para 1,95% no mês de junho de 2014.

Nesse mês, todas as cidades tiveram uma queda no comprometimento da renda, em percentual, para obter os produtos da Cesta, consequentemente um aumento na disponibilidade para as demais despesas familiares (lazer, vestuário etc.). O item alimentação, que normalmente é o maior responsável pelo aumento da cesta, teve queda de preços em todas as cidades do Vale do Paraíba. O valor ficou em R$ 1.072,75 e representa 88,56% do custo total da cesta e, dos -0,48% de variação do preço da cesta, -0,43% corresponde à alimentação.

Comparando a quarta semana de maio/2014 com a 4a semana de junho/2014, dos 32 produtos de alimentação pesquisados, 17 sofreram aumento de preço, 15 redução. Dos 5 produtos do grupo higiene pessoal, 4 tiveram aumento de preço e 1 redução. Em relação aos 7 produtos de limpeza doméstica, 6 tiveram aumento de preço e 1 redução. Entre os produtos pesquisados os que apresentaram maiores altas foram: queijo minas (4,26%), mamão formosa (3,06%) e frango (2,30%). Os produtos que apresentaram as maiores reduções foram: batata (-11,24%), tomate (-7,69%) e laranja pera (-5,33%).

Dos produtos que apresentaram alta nos preços tiveram os seguintes motivos: 1) queijo minas e muzzarella sofrem o impacto das elevações do preço do principal insumo, o leite, que se encontra em período de entressafra e apresentou aumento expressivo nos meses anteriores; 2) o aumento no preço do mamão formosa tem a ver com as temperaturas amenas por conta da estação do frio, que dificulta a maturação da fruta, diminuindo com isso a oferta, provocando aumento de preço; e, 3) o preço do frango cujo consumo agregado de carnes foi favorecido pela vinda de turistas ao país com a Copa do Mundo, e a proteína de frango, por ser a mais barata entre as concorrentes (boi e suínos) teve demanda ainda mais aquecida e preço em alta.

Dos produtos que apresentaram queda nos preços tiveram os seguintes motivos: 1) A safra das secas da batata segue intensa e abastecendo o mercado interno desde maio de 2014, provocando queda nos preços nesse mês; 2) quanto ao tomate as colheitas no Norte do Paraná e do Rio de Janeiro ocorreram de forma satisfatória, abastecendo o mercado nas Regiões Centro-SUL, como consequência queda nos preços; e, 3) a laranja pera também encontra-se em período de safra, com boa produtividade, oferta maior, ocasionando queda nos preços.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Meon, em Opinião

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.