Por Conteúdo Estadão Em Opinião

Seis grupos perdem força no IPCA-15 de março, diz IBGE

Apesar da aceleração do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15), de 0,70% para 0,73%, na passagem de fevereiro para março, seis dos nove grupos pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) registraram taxas menores do que as do mês passado.

As três altas que impulsionaram o índice vieram de Alimentação e Bebidas (0,52% para 1,11%), Transportes (-0,09% para 1,22%) e Vestuário (-0,68% para 0,19%). Os demais apresentaram desaceleração no período: Educação (6,05% para 0,53%), Habitação (0,64% para 0,44%), Artigos de Residência (1,17% para 0,60%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,75% para 0,46%), Despesas Pessoais (1,19% para 0,78%) e Comunicação (0,17% para -0,66%).

No caso do grupo Educação, o fim de grande parte do efeito dos reajustes de mensalidades contribuiu para o recuo da taxa no período. Em Comunicação, a deflação foi causada pela queda de 2,44% na tarifa de telefonia fixa.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Opinião

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.