Por Renan Simão Em Cultura

Bailarina de 11 anos arrecada fundos para competir no exterior

rafaela_texto

Rafaela e a mãe precisam arrecadar R$ 26 mil para viagem a Nova York

Divulgação

Para conseguir competir no exterior, a bailarina Rafaela Pandolphi, de 11 anos de idade, e sua mãe realizam, com parceria de 19 academias de balé, uma apresentação nesta sexta-feira (14), às 19h, no Teatro Municipal de São José dos Campos. A entrada custa R$ 50 e idosos e estudantes podem pedir meia-entrada.

Rafaela, joseense do Parque Industrial, está a menos de um mês de embarcar para os Estados Unidos, rumo ao YAGP (Youth America Gran Prix), uma das maiores competições de balé estudantil do mundo que acontece entre os dias 8 e 13 de abril, em Nova York.

Para receber o convite, a jovem bailarina passou pela etapa classificatória competindo com 600 solistas de todo o Brasil. No evento, ela apresentou as coreografias “Ilusionista”, criada por Douglas Nossa, e a variação de Coppélia – III Ato.

"Precisamos de R$ 26 mil para custear a viagem dela, a minha e a do professor", conta Rossana Pandolphi, mãe de Rafaela. Rossana diz que comprou apenas as passagens e atingiu 30% do valor pretendido. Contando desde quinta-feira (13), faltam 19 dias para o embarque.

A família vendeu camisetas, contatou empresários e criou uma página no Facebook -tudo para arrecadar fundos para a viagem. É a mãe que produz o espetáculo e firmou as parcerias com as academias de São José dos Campos, Pindamonhangaba, Jacareí e Caçapava. "Sabemos que o evento não vai cobrir tudo, mas nós vamos dar um jeito", garante a mãe.

Prodígio
A menina dos olhos do balé de São José tem 1,36 m, 25 kg, está no 6º ano do Ensino Fundamental e pratica a dança na FCCR (Fundação Cultural Cassiano Ricardo). A rotina diária de aulas de Rafaela Pandolphi é de cinco horas por dia, mas em época de competição -como a que está chegando- a carga horária aumenta e não há fim de semana de descanso.

Em julho do ano passado, a mãe conta orgulhosa que a filha foi a solista com a nota mais alta no 31º Festival de Dança de Joinville.

"Ela está com todo o pique, tem muita maturidade para a idade. Hoje mesmo está adiantando quatro provas na escola por causa da viagem", fala a mãe.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Renan Simão, em Cultura

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.