Por Conteúdo Estadão Em Brasil & Mundo

Brasileiros perdem no quali e País terá só Monteiro em simples em Roland Garros

O tênis brasileiro terá apenas um representante, o cearense Thiago Monteiro, na chave de simples de Roland Garros, Grand Slam em Paris que começará neste domingo. Nesta quinta-feira, pela terceira e última rodada do qualifying, o mineiro João Menezes e o paulista Felipe Meligeni entraram em quadra, mas tiveram atuações muito abaixo da expectativa e foram derrotados com facilidade por seus rivais.

Após duas vitórias, Menezes - número 3 do Brasil e 210 do mundo - não passou pelo espanhol Carlos Taberner (137.º colocado do ranking da ATP). No jogo que valia vaga na chave principal do Grand Slam, o tenista da Espanha marcou 2 sets a 0 - com parciais de 6/1 e 6/0, após 1 hora e 3 minutos.

Menezes deixa a capital francesa com uma campanha em que teve boas atuações nos dois primeiros jogos do qualifuing. E agora ainda vai definir, entre esta sexta-feira e sábado, o próximo passo na sequência de seu giro no saibro europeu.

"Não estou feliz com o jogo de hoje (quinta-feira), óbvio. Mas, avaliando o todo, aqui em Roland Garros, eu fico contente com a semana que tive, em que fiz duas boas partidas. O adversário jogou muito bem e eu não consegui sair atacando com meu saque. E com a minha devolução sempre curta, ele ficava confortável para comandar os pontos. Vamos em frente", explicou Menezes.

O brasileiro foi medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, em 2019, garantindo vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Desde 2018 disputa torneios da série Challenger, tendo conquistado seu primeiro título em 2019, em Samarkand, no Usbequistão.

A segunda chance do Brasil colocar mais uma representante na chave principal de simples também foi frustrada. Pouco depois da eliminação rápida de Menezes, Meligeni viveu um dia de muitos erros e ficou de fora do que seria seu primeiro Grand Slam.

O sobrinho de Fernando Meligeni encarou o experiente alemão Maximilian Marterer, que já atingiu as oitavas de final do torneio há três anos, e caiu em sets diretos - com parciais de 6/2 e 6/1, após 1 hora e 15 minutos.

Meligeni disputou seu primeiro qualificatório desse nível e teve trabalho nas duas rodadas. Passou na estreia pelo checo Lukas Rosol e depois superou o croata Borna Gojo, ambos em três sets.

Com as quedas, Menezes e Meligeni terão de torcer por uma vaga de última hora. Para isso, no entanto, será necessário que todos os cabeças de chave do quali ainda de pé na rodada final avancem e assim permitam que tenistas de ranking inferior concorram a possíveis "lucky-losers". Os dois brasileiros não figuram entre os cabeças.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Brasil & Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.