Por Conteúdo Estadão Em Brasil & Mundo

Com um a menos, Atlético segura América e leva decisão para o Mineirão

Em um jogo burocrático, com poucas oportunidades de gol, América e Atlético ficaram no empate sem gols na tarde deste domingo, na Arena Independência, pela partida de ida da final do Campeonato Mineiro. O time da casa foi ligeiramente melhor, mas não conseguiu transformar a superioridade em gol, deixando a decisão totalmente em aberto.

Com a igualdade, quem vencer o duelo de volta, a ser realizado no sábado, às 16h30, no Mineirão, será campeão. Vale lembrar que o clube alvinegro tem a vantagem de dois resultados semelhantes por ter feito melhor campanha na primeira fase.

O clássico já foi disputado em 422 oportunidades, com 115 vitórias do América, contra 204 do Atlético. Outros 103 jogos terminaram empatados.

Cuca surpreendeu ao escalar um time com três defensores e dois laterais esquerdos. O treinador optou por uma equipe alternativa devido ao desgaste ocasionado pelos jogos da Copa Libertadores da América. Em campo, a tática deu certo no primeiro tempo. Apesar do gol não ter saído, a equipe alvinegra foi superior e criou as principais oportunidades de gol.

Tchê Tchê e Guilherme Arana, de fora da área, levaram perigo ao gol defendido por Matheus Carvichioli, que fez uma grande defesa para salvar o América no lance com Hulk. Em um chute forte de dentro da área. Do outro lado, o América se preocupou mais em marcar do que em criar e sequer ameaçou Everson.

No segundo tempo, o técnico Cuca resolveu mudar o esquema tático. O treinador sacou Réver e colocou Allan em campo, para reforçar o setor de meio de campo do Atlético. No entanto, acabou dando mais espaço para o América, que enfim conseguiu criar sua primeira oportunidade de gol. Marlon cruzou, Everson espalmou e Bruno Nazário parou na defesa do goleiro atleticano.

Após o susto, Cuca colocou o time ainda mais para frente, tirando o lateral Dodô e colocando Eduardo Sasha. Mas o América continuou melhor. Em um arremate de Bruno José, Everson fez um milagre para assegurar o 0 a 0. A situação do time alvinegro piorou ainda mais quando Allan, como último homem, segurou Ademir e acabou expulso.

Com um a menos, o Atlético começou a 'cozinhar' o jogo, muito também pelo desgaste da última semana. O time visitante acabou ficando com a bola, se fechou e não deixou o América ameaçar, confirmando assim o empate.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Brasil & Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.