Por Conteúdo Estadão Em Brasil & Mundo

Djokovic vence e avança à final em Belgrado; brasileiro perde final de duplas

Maior favorito ao título no ATP 250 de Belgrado, disputado em quadras de saibro na Sérvia, o ídolo local Novak Djokovic mais uma vez oscilou em quadra, chegou a perder o controle, mas no final conquistou outra vitória e se garantiu na decisão. Nesta sexta-feira, o número 1 do mundo deixou um set contra o eslovaco Andrej Martin no triunfo por 2 a 1 - com parciais de 6/1, 4/6 e 6/0, após 1 hora e 55 minutos.

Na final deste sábado, o líder do ranking da ATP terá pela frente outro eslovaco, Alex Molcan, que derrotou de virada o argentino Federico Delbonis, algoz do cearense Thiago Monteiro nas oitavas de final, por 2 sets a 1 - com parciais de 4/6, 6/4 e 6/4. Djokovic nunca enfrentou Molcan no circuito profissional.

Essa será a terceira final para o sérvio este ano, depois do título no Aberto da Austrália, em fevereiro, e da derrota para o espanhol Rafael Nadal no Masters 1000 de Roma, na Itália, na semana passada. Mas será a sua primeira decisão em casa desde 2011. "Esta é a minha cidade, estou sempre entusiasmado, mas também nervoso por entrar em campo e jogar diante do meu público", reconheceu.

Entre os dois "passeios" no primeiro e no terceiro sets, Djokovic sofreu até três quebras de serviço no segundo, que acabou perdendo. "Acho que comecei e terminei o jogo muito bem, então vou tentar manter esses sentimentos positivos para a final de amanhã (sábado)", acrescentou o tenista que já conquistou 18 títulos de Grand Slam. "Também tive alguma perda de concentração no final do segundo set e vou tentar corrigir esses erros para amanhã".

DUPLAS - Em sua segunda final da carreira, o brasileiro Rafael Matos acabou ficando com o vice em Belgrado. Ao lado do sueco Andre Goransson, ele não foi páreo para o israelense Jonathan Erlich e o belorusso Andrei Vasilevski, caindo com o placar final de 6/4 e 6/1 após 1 hora e 13 minutos de jogo.

Enquanto os campeões Erlich e Vasilevski dividem 27.140 euros (cerca de R$ 172 mil), Matos e Goransson levam para casa um prêmio de 14.620 euros (R$ 93 mil). Com os 150 pontos conquistados em Belgrado, o gaúcho de 25 anos vai ganhando seis colocações no ranking e indo provisoriamente para o 89.º lugar, o melhor da carreira até então.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Brasil & Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.