Por Conteúdo Estadão Em Brasil & Mundo

Felipe Melo rebate críticas e diz por que nao recebeu taça de vice do Paulista

Criticado por boa parte da torcida, o volante Felipe Melo usou as redes sociais para explicar por que não recebeu a taça de vice-campeão paulista entregue ao Palmeiras após a perda do título para o São Paulo, no último domingo, no Morumbi. Na ocasião, o representante alviverde no momento de buscar o troféu de segundo colocado do Estadual foi o zagueiro paraguaio Gustavo Gómez, que terminou o jogo como capitão.

Felipe Melo passou a ser alvo de muitas críticas de boa parte dos torcedores a partir do momento em que uma imagem de Gómez com a taça se tornou viral nas redes sociais na segunda-feira. Nesta terça, o volante decidiu dar a sua declaração a respeito do episódio, que reforçou a idolatria da torcida com o defensor paraguaio, muito exaltado pelos palmeirenses por sua postura.

Segundo Felipe Melo, ele, que havia sido substituído no segundo tempo, e alguns outros companheiros receberam por engano a medalha de campeão durante a premiação. Depois disso, eles foram autorizados pela diretoria a descer para o vestiário para ganharem a medalha correta.

"Em toda minha carreira eu enfrentei situações bem piores dentro e fora de campo. Receber um troféu com a camisa do Palmeiras é sempre motivo de muito orgulho, independentemente da posição do clube na competição. Considerando que, receber o troféu de campeão o sabor é totalmente diferente", disse o volante, que afirmou que resolveu dar a sua versão sobre o caso para "desfazer as falas covardes e maliciosas" usadas para atacá-lo "de forma totalmente injusta".

"Quando eu recebo medalhas de segundo colocado, que foram bem poucas durante a minha carreira, faço questão de sair com ela no peito em respeito, principalmente, à instituição que defendo, vide minha atitude no Mundial de Clubes, Recopa e Supercopa", completou o atleta.

Na sua visão, ele entrou "para as gloriosas página da Sociedade Esportiva Palmeiras" e não se tornou um dos capitães da equipe somente pelo que faz dentro de campo. Também reforçou que "falas maliciosas e covardes" não vão jogá-lo "contra a verdadeira torcida do Palmeiras".

REAPRESENTAÇÃO - Depois de folgar segunda-feira, o elenco do Palmeiras treinou na manhã desta terça na Academia de Futebol, e começou a preparação para o confronto com o Universitario, do Peru, na quinta, às 19h, no Allianz Parque, pela última rodada da primeira fase da Libertadores.

A comissão de Abel Ferreira comandou duas atividades técnicas. Os atletas que atuaram mais tempo contra o São Paulo, no domingo, foram liberados para atividades mais leves. O zagueiro Renan e o meio-campista Patrick de Paula apresentaram um desgaste maior e fizeram trabalhos de recuperação na parte interna do CT.

Breno Lopes e Kuscevic novamente fizeram movimentações internas e também no gramado, inclusive com bola. Os dois avançaram em sua recuperação e estão perto de voltar aos gramados. Já os também lesionados Gabriel Veron e Marcos Rocha cumpriram seus cronogramas.

Na quarta, às 16h, o Palmeiras faz o último treino antes de enfrentar os peruanos. Atual campeão continental, o time é líder do Grupo A com 12 pontos, decorrentes de quatro vitórias e uma derrota, e já está classificado às oitavas de final do torneio. A equipe alviverde protagonizou a melhor campanha da fase inicial nas últimas três temporadas.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Brasil & Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.