Brasil & Mundo

Jogo Brasil x Argentina é interrompido aos 6 minutos pela Anvisa; entenda o porquê

Quatro jogadores argentinos teriam violado as regras sanitárias

Escrito por Yeda Vasconcelos

06 SET 2021 - 08H05 (Atualizada em 06 SET 2021 - 08H28)

Reprodução / Globo jogo cancelado Brasil x Argentina - Reprodução Globo (Reprodução / Globo)

O jogo Brasil x Argentina, que acontecia neste domingo (5) pelas Eliminatórias da Copa de 2022, foi interrompido aos 6 minutos do primeiro tempo por um agentes da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e da Polícia Federal.

O motivo é que quatro jogadores argentinos violaram as regras sanitárias após entrar no país sem comunicar que passaram pela Inglaterra nos últimos 14 dias. É válido lembrar que eles jogam em times ingleses. Eles deveriam ter feito quarentena preventiva por conta da pandemia da Covid-19.

Leia MaisOportunidade: Confira as vagas de emprego disponíveis na RMVale nesta semana Tóquio 2020: encerramento ressalta beleza da diversidadeCarro fica destruído após bater em caminhão durante perseguição na DutraA equipe de arbitragem deu o jogo como cancelado após quase 1h de paralisação. Por nota, a FIFA (Federação Internacional de Futebol) confirmou que "após decisão dos árbitros, a partida de qualificação para a Copa do Mundo da FIFA Qatar 2022 ™ entre Brasil e Argentina foi suspensa. Mais detalhes virão no devido tempo". 

Confira a nota oficial da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) sobre o caso:

"A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) lamenta profundamente os fatos ocorridos e que acabaram por provocar a suspensão da partida entre Brasil e Argentina, válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA Catar 2022.

A CBF defende a implementação dos mais rigorosos protocolos sanitários e os cumpre na sua integralidade. Porém ressalta que ficou absolutamente surpresa com o momento em que a ação da Agência Nacional da Vigilância Sanitária ocorreu, com a partida já tendo sido iniciada, visto que a Anvisa poderia ter exercido sua atividade de forma muito mais adequada nos vários momentos e dias anteriores ao jogo.

A CBF destaca ainda que em nenhum momento, por meio do Presidente interino, Ednaldo Rodrigues, ou de seus dirigentes, interferiu em qualquer ponto relativo ao protocolo sanitário estabelecido pelas autoridades brasileiras para a entrada de pessoas no país. O papel da CBF foi sempre na tentativa de promover o entendimento entre as entidades envolvidas para que os protocolos sanitários pudessem ser cumpridos a contento e o jogo fosse realizado.

A CBF reitera sua decepção com os acontecimentos e aguarda a decisão da CONMEBOL e da FIFA em relação à partida."

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Yeda Vasconcelos, em Brasil & Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.