Por Conteúdo Estadão Em Brasil & Mundo

Na Argentina, Rony garante 3ª vitória seguida do Palmeiras na Libertadores

Depois de um primeiro tempo muito ruim tecnicamente, a estrela de Rony brilhou na etapa final, o Palmeiras bateu o Defensa y Justicia por 2 a 1, nesta terça-feira, na Argentina, e disparou na liderança do Grupo A da Copa Libertadores, com nove pontos. Atual campeã, a equipe do técnico Abel Ferreira tem 100% de aproveitamento e está com a vaga na próxima fase bem encaminhada.

Não é exagero chamar Rony de "Senhor Libertadores". O desempenho do atacante no torneio é impressionante. Em 14 jogos pelo Palmeiras são nove gols e nove assistências.

Pouco se aproveitou dos primeiros 45 minutos, quando as duas equipes nada produziram. No segundo tempo, a história do jogo mudou completamente, principalmente graças a Rony, que apresentou ótima conexão com Luiz Adriano.

Logo no primeiro minuto, o companheiro deu belo passe para Rony, que desviou na saída do goleiro para abrir o placar. A cena se repetiu aos 10 minutos com nova assistência de Luiz Adriano para a finalização certeira de Rony.

Com dois gols de vantagem, o Palmeiras acabou relaxando e permitiu que o Defensa y Justicia diminuísse aos 22. Após cobrança de falta, Tripichio sobrou livre para marcar.

O jogo, então, passou a ficar perigoso para o Palmeiras. O time se fechou na defesa e deu campo de jogo para o adversário passar a rondar a área de Weverton. O Defensa y Justicia apostava sobretudo nas bolas alçadas à área, mas o Palmeiras soube se segurar para garantir a terceira vitória na Libertadores.

FICHA TÉCNICA:

DEFENSA Y JUSTICIA 1 x 2 PALMEIRAS

DEFENSA Y JUSTICIA - Unsain; Juan Rodríguez, Breitenbruch e Brítez; Matías Rodríguez, Loaiza (Ortiz), Tripichio, Benítez e Gallardo (Rius); Walter Bou e Hachen. Técnico: Sebastián Beccacece.

PALMEIRAS - Weverton; Luan, Gustavo Gómez e Renan; Marcos Rocha, Danilo (Felipe Melo), Patrick de Paula (Danilo Barbosa), Raphael Veiga (Mayke) e Victor Luis; Luiz Adriano (Wesley) e Rony. Técnico: Abel Ferreira.

GOLS - Rony, a 1 e aos 10, e Tripichio, aos 22 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Hachen, Walter Bou, Loaiza, Brítez, Victor Luis e Juan Rodríguez.

ÁRBITRO - Wilmar Roldán (Colômbia).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio Norberto Tito Tomaghello, em Buenos Aires, na Argentina.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Brasil & Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.