Regional

São José empata com Botafogo-RJ e permanece na zona de rebaixamento

Equipe joseense está em 13°, com oito pontos, duas vitórias e um saldo negativo de 13 gols

Escrito por Jogando Juntos

02 JUN 2021 - 18H18 (Atualizada em 02 JUN 2021 - 20H23)

SJ Femin 969

No confronto direto que valia a chance de sair da zona de rebaixamento do Brasileirão feminino, o São José deixou passar os bons momentos do primeiro tempo e depois, somente no final, conseguiu arrancar um empate. O placar de 1 a 1, na tarde desta quinta-feira, no Rio de Janeiro, também foi ruim para o Botafogo, ameaçado de sair da rodada entre os últimos quatro.

Pela 12ª das 15 rodadas do Brasileiro da Série A-1, o São José foi a campo na 13ª colocação, a primeira das quatro da zona de rebaixamento. Com oito pontos, duas vitórias e um saldo negativo de 13 gols, precisava aproveitar um confronto direto contra o Botafogo, o 12º colocado, também de oito pontos e duas vitórias, mas menos 8 gols no saldo.

Apesar da condição de visitante no estádio Nilton Santos, o São José fez uma primeiro tempo como se fosse o mandante. Logo aos 2 minutos, deixou passar uma grande chance de gol com a meio-campista Thaynara que voltava de contusão. Aos 4, foi prejudicado pela arbitragem que não marcou um pênalti sobre a atacante Giovania, da zagueira Carol Carioca. No lance, a assistente Beatriz Geraldini de Sousa poderia ter ajudado a árbitra Rejane Caetano da Silva.

Aos poucos, o Botafogo foi equilibrando as ações e levando perigo com faltas levantadas na área. No entanto, o São José continuou melhor, mas ainda falhando nos conclusões de boas investidas ou com oportunidade bola parada. Aos 45, em uma falta frontal, Fernanda Tipa cobrou muito mal, por cima.

Diferente

O São José não aproveitou a superioridade do primeiro tempo e o jogo ficou diferente depois do intervalo. O time da casa melhorou e a zagueira joseense Silvana Baiana, para complicar, fez um pênalti desnecessário ao atropelar a atacante botafoguense Juliana. Na cobrança, Mylena Carioca, ex-atacante do São José, chutou com precisão, por baixo, no canto esquerdo e além do alcance da goleira Zany.

A vantagem deixou o Botafogo mais confiante e o São José sentiu a pressão e o passar do tempo. Aos 37 minutos, a atacante Bea entrou no lugar de Sisi e três minutos depois, acabou salvando o time joseense da derrota ao fazer um golaço. Na meia esquerda, cercada por botafoguenses, ela recebeu, virou por dento e, mesmo de longe, mandou um chute espetacular. No ângulo esquerdo, a bola ainda bateu na trave antes de descer além da linha.




A disputa

Com nove pontos, São José e Botafogo ficaram esperando os resultados dos concorrentes. No mesmo horário, o Bahia perdeu em casa para o catarinense Avaí/Kindermann, por 2 a 0, permanecendo com quatro pontos. O catarinense Nápoli Caçadorense foi visitar o Grêmio, levou uma goleada de 5 a 1 e continuou com seis pontos. Um pouco mais tarde, o Cruzeiro recebeu o Flamengo, perdeu por 2 a 1 e não saiu dos seus nove pontos. E na quinta-feira, em um confronto entre brasilienses, o Minas Brasília, de sete pontos, enfrentará o Real Brasília, às 15h.

O São José voltará a campo na segunda-feira, às 15h, recebendo o Internacional. Depois, nas duas últimas rodada, receberá a Ferroviária de Araraquara e sairá contra o Caçadorense.

Os times

O São José, técnico Nedilson de Oliveira: Zany; Evellyn, Silvana Baiana (Ionara 31´/2º), Letícia Fagundes e Juju; Bruna Amarante, Thaynara e Fernanda Tipa; Sisi (Bea 37´/2º), Giovania (Rafa Marques 31´/2º) e Verônica (Ju Oliveira 37´/2º).

O Botafogo, do técnico Gláucio Carvalho: Rubi; Bruna (Kamilla 14´/2º), Amanda, Carol Carioca e Laura; Thaísa (Micaele 14´/2º), Vivian e Kelen; Mylena Carioca, Juliana (Karol Lins 23´/2º) e Brenda.

A arbitragem, do quadro fluminense da CBF, terá: Rejane Caetano da Silva (árbitro), Beatriz Geraldini de Sousa (assistente 1), Michele Cristina (assistente 2), João Ennio Sobral (quarto árbitro) Edilson Soares da Silva (analista de campo).




Nas imagens, Bea já correndo para comemorar o golaço que marcou (foto: TV CBF/Reprodução) e com o técnico Nedilson Oliveira antes de voltar a campo para o recomeço da partida (foto de Marina Sá/CBF).

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jogando Juntos, em Regional

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.