Regional

São José jaga pela antepenúltima rodada e defende posição na zona de classificação

O time visita o Nacional de São Paulo e encara um adversário que tem um ponto de vantagem e as mesmas pretensões

Escrito por Jogando Juntos

19 MAI 2021 - 20H45

Tião Martins/São José EC Águia 964 (Tião Martins/São José EC)

Na antepenúltima rodada da fase inicial do Paulista da Série A-3, o São José visita o Nacional de São Paulo nesta quinta-feira, às 15h e defenderá posição na zona de classificação. Vencendo, poderá seguir com o plano de antecipar vaga no último jogo em casa, contra o Penapolense. Empatando ou perdendo, terá que refazer as contas.

Somando 18 pontos, o São José divide a quinta colocação com o Marília e o Barretos, mas fica em sétimo porque tem uma vitória a menos. Vencendo nesta quinta-feira, irá a 21 e na próxima rodada, um total de 24 seria mais que suficiente. Todavia, enfrenta um adversário que também quer antecipar classificação, pois o Nacional, com 19, vencendo iria a 22 e, no mínimo, permaneceria na quarta posição.

Depois de 12 das 15 rodadas programadas, a classificação que qualificará os oito melhores está assim: 1º – Noroeste de Bauru, Linense e Votuporanguense (21 pontos); 4º – Nacional de São Paulo (19); 5º – Marília, Barretos e São José (18); 8º – Primavera de Indaiatuba (17); 9º – Desportivo Brasil de Porto Feliz (16); 10º – Bandeirante de Birigui, Capivariano e Comercial de Ribeirão Preto (15); 13º – Olímpia e Rio Preto (13); 15º – Batatais (9) e 16º – Penapolense (5).

Nesta quinta-feira, a 13ª rodada terá: Nacional x São José (15h), Batatais x Noroeste (17h), Linense x Barretos (17h), Votuporanguense x Olímpia (15h), Marília x Comercial (17h), Primavera x Desportivo Brasil (15h), Penapolense x Bandeirante (17h) e Capivariano x Rio Preto (15h). Depois, no sábado, o São José receberá o Penapolense no jogo que fechará a penúltima rodada, às 20h. E finalmente, na terça-feira, visitará o Comercial com todas as partidas da última rodada no mesmo horário, às 15h.

Pontuação

Nos dois jogos mais recentes, o São José somou apenas dois pontos, mas também foi atrapalhado por erros de arbitragem. Sábado passado, visitando o Rio Preto, vencia por 2 a 1 quando o adversário empatou aproveitando um pênalti que aparentemente não teve a falta na área. Depois, ao receber o Marília na segunda-feira e ficar no 0 a 0, reclamou de um pênalti não marcado no final do primeiro tempo e de uma expulsão rigorosa antes dos 15 minutos do segundo.

Nas duas partidas, apesar dos prejuízos causados pela arbitragem, o São José também deixou de tomar alguns cuidados importantes em momentos decisivos. Em Rio Preto, minutos depois de marcar o segundo gol joseense, o atacante Lucas Lima foi expulso por uma falta no meio do campo. No mesmo setor do campo e também por atingir um adversário, Branquinho recebeu cartão vermelho contra o Marília.

Em um momento de calendário apertado pela pandemia, com intervalos curtos entre as partidas e algumas de viagens longas, começar e terminar uma partida com 11 jogadores também é um dos vários desafios.

Os times

O São José não contará com o meia Branquinho, pela expulsão contra o Marília, e o volante Josiel, que sofreu contusão durante a partida. O atacante Lucas Lima, expulso em Rio Preto, poderá voltar de suspensão automática e vira uma das opções para as duas vagas que ficaram abertas.

Sem divulgar a escalação, o técnico Renato Peixe dirigiu a seguinte formação contra os marilienses: Thiago Passos; Carlos (Denis), Gutierrez, Douglas Mendes e Oliveira (Alex Barros); Josiel (Anderson Magrão), Pablo (Carlinhos), Alan Lopes e Branquinho; Radsley e Gilsinho (Dema).

O Nacional, do técnico Ricardo Silva, poderá começar com a mesma escalação que na segunda-feira recebeu o Capivariano e venceu, por 2 a 0: Rafael; Gigante, Everton, França e César Morais; Ricardo Silva, Gabriel Mendes, Brener e Guilherme Lobo; Pablo e Éder Paulista.

O meia Diego Chiclete seria uma opção para uma eventual alteração na equipe que tem o artilheiro do campeonato. Éder Paulista, com nove gols, está na frente de Rafael Tanque, do Comercial, que soma oito. O principal goleador do São José é Branquinho, de três gols.

No estádio Nicolau Alayon, a equipe de arbitragem terá: Danilo da Silva (árbitro), Osvaldo Apipe de Medeiros Filho (assistente 1), Ítalo Magno de Paula Andrade (assistente 2), Ricardo Bittencourt da Silva (quarto árbitro) e Marcelino Tomaz de Brito Neto (avaliador de campo).

Tião Martins/São José EC
Tião Martins/São José EC
O São José entrando em campo na recente vitória sobre o Bandeirante


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jogando Juntos, em Regional

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.