Alunos

Grammy: Uma breve análise sobre os sons do Foo Fighters

Um review sobre as músicas que ganharam a premiação neste consagrado evento.

Arthur Peixoto

Escrito por Arthur Peixoto

12 MAI 2022 - 15H42

Reprodução

Lalalalalalalala, olá, bom dia, boa noite, boa tarde, estamos aqui com algo feito com grande carinho e amor para você, então se aconchegue onde você estiver e boa leitura.

Há alguns domingos (5 de abril) aconteceu a tão grande premiação do Grammy, que é um dos maiores nos Estados Unidos no âmbito musical, principalmente em através da sua seleção não por vendas, mas sim pela qualidade técnica e excelência como critério. E como em toda comemoração desse porte muitas músicas foram tocadas, artistas premiados e bandas sendo consagradas.

Aparecendo com grande uma importância temos a banda Foo Fighters que ganhou três prêmios durante esta edição: Performance de Rock com a música Making a Fire, Melhor Álbum de Rock com o álbum Medicine at Midnight e Melhor Música de Rock com Waiting on a War. Com eles, a banda quebrou um recorde jamais visto, conseguindo 15 Grammys no total.

Obviamente o grupo ficou feliz pelos prêmios, mas não participaram do evento pois cerca de uma semana antes o baterista da banda Taylor Hawkins acabou por falecer em seu quarto antes de um show, levando a banda a cancelar sua presença no evento. Diversas homenagens foram feitas ao grande membro da banda com falas da própria academia e de outros artistas como a cantora Billie Eilish.

Mas então, você deve se perguntar o quão bom são o álbum e as músicas que ganharam os prêmios, não?! Fiz um review sobre as melodias e sobre o disco, onde falo sobre as emoções e analiso as letras das duas músicas que receberam as premiações.

O grande trabalho musical do álbum

O álbum “Medicine at Midnight” é considerado por especialistas como um álbum de rock alternativo, hard rock, pop rock, power pop e dance pop, para mim é um álbum que trouxe uma vertente que mistura o pop e o rock que também foi utilizada no disco anterior. Ele nos traz um conjunto de músicas que são animadas e trazem um rock de “tiozão” com uma cara nova, uma tendência da banda de sempre se inovar mais com o passar dos anos e de outros álbuns, assim como “Concret and Gold” que acabam por ir além do pós-grunge típico da banda.

O conjunto das músicas vai muito além dessas que ganharam o Grammy, outras faixas como “Cloodspoter” e “Shame shame” têm seu próprio charme e brilho tanto na sua sonoplastia quanto na cinematografia dos clips. Vale a pena citar que mesmo o álbum tendo uma pegada um pouco diferente dos seus anteriores mesmo assim eles continuam mantendo uma sonoridade e sentimento característico da banda.

Uma música do passado com temas presentes que servem para o futuro

O som de “Waiting on War” é incrível. Uma música que começa e vai até sua metade com um som quase acústico, é capaz perceber poucos instrumentos como a guitarra, o baixo e a voz do vocalista, criando um clima calmo, agradável e digno de um hino musical para quem ouve. Porém, com o passar do tempo ela vai adquirindo mais elementos. Chegando no seu fim percebemos um som que lembra e muito um rock tradicional com diversos instrumentos, e que convida todos a cantar, pular e dançar. Um contraste com o começo da música e ela acaba por se tornar muito mais animada utilizando deste recurso, que na minha opinião é fantástico, de uma maneira que não soa estranho e nos chama para acompanhar o vocalista.

A letra dela é muito bonita e junto videoclipe têm uma união fantástica. Com isto esta música está completamente ligada aos sentimentos que Dave Grohl sentia na sua infância durante o período de guerra fria. Época com um medo da guerra eminente, que é retratada por um local totalmente destruído e aniquilado, e carrega tristes crianças num clipe com tonalidades de cores escuras, elas não vivem uma infância, representada pelo pequeno ursinho sujo que uma garota encontra e abraça, passando a sensação de desejar que tudo aquilo não estivesse acontecendo. Enquanto vivem esperando o céu cair sobre suas cabeças na forma de um conflito armado mundial.

Porém elas querem mais, e mesmo vivendo sobre o regime de julgamento das pessoas com sacos na cabeça, que representam adultos que julgam a todo momento suas ações, elas querem mais. Com este pensamento no fim da música vemos esses jovens se libertando, não apenas das correntes que as próprias sociedades da época impunham, mas também pelo medo e pela angustia. Assim se libertando e tentando de alguma maneira aproveitar aquela juventude que uma voz adorável no radio sempre contou e que elas nunca puderam experenciar.

Como acabar com churrasco da família (?)

“Making a fire” não é minha música favorita do álbum, mas ainda assim consegue fazer meus pelos arrepiarem toda vez que eu a escuto, me deixando muito animado e alegre, numa mistura de sentimentos que assim como em diversos gêneros musicais mais populares acaba por fazer quem quer que a escute querer dançar e se mexer. Isso acontece por causa do maravilhoso vocal unido com um coral feminino que criam uma aura muito boa. Como foi dito pelo Dave Grohl foi esperado, pois ele disse que queria sua música com um estilo mais antigo e com uma cara de família.

E com isto, eu já digo que mesmo passando uma sensação de uma música que seria tocada num churrasco em família, acredito que de uma maneira implícita esta letra pode fazer com que os mais religiosos fiquem chateados com a sua escolha.

Isso pois se analisar a música, e até ter na consciência os vários acontecimentos onde igrejas protestaram contra a banda, eu acredito que ela fale sobre você encontrar seu próprio caminho, um caminho na sua vida em um sentido figurado e mais religioso/ideológico. Na canção existe uma invocação te chamando para fazer suas próprias escolhas, convidando você a jogar fora os velhos ídolos e dizendo que aquele velho se tornou "fora de moda", ou até inútil. 

Com supervisão de Yeda Vasconcelos, jornalista do Meon Jovem.





Escrito por
Arthur Peixoto
Arthur Peixoto

1º ano do Ensino Médio - Colégio Embraer Juarez Wanderley - São José dos Campos

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Exclusivo | Comissão Pré-Julgadora

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Meon, em Alunos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.