Por Meon Em RMVale

Cachoeira e Lorena ganham novas Varas Cíveis para demanda de processos

20140702_inuguracao_vara_civel_lorena

Cerimônia de inauguração da Vara Civil de Lorena

Divulgação/PML

Com um acúmulo no número de processos na região de Lorena e Cachoeira Paulista, e com o objetivo de agilizar a tramitação das ações, o Tribunal de Justiça de São Paulo inaugurou duas novas unidades judiciárias na região. 

A unidade lorenense, segundo dados do mês de abril, possuía 57.889 processos em andamento e distribuição mensal de 671 demandas. 

O presidente do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), José Renato Nalini, enfatizou durante a inauguração, que o órgão não consegue atender toda a demanda. “A Justiça cresceu demais e é um equipamento gigante”.

Nalini ressaltou ainda a importância do apoio do Executivo para a abertura da 1.ª Vara Cível no município. “Não temos condições de edificar, de construir, de ampliar dependências, ou seja, o Poder Judiciário é um poder que oferece serviço. Ele oferece o serviço do juiz e da parcela possível de funcionário. Então se não temos as municipalidades, as prefeituras, as câmaras e até o empresariado local oferecendo condições materiais de infraestrutura, o Poder Judiciário fica de mãos atadas, porque 98% do seu orçamento são destinados ao pagamento de pessoal”.

Em Lorena, na 1.ª Vara Cível, a responsável será a juíza Gisele Valle Monteiro da Rocha. Para Gisele, a chegada da nova unidade judiciária traz uma perspectiva muito boa. “A divisão em três varas vai propiciar que os juízes se detenham em matérias dentro de suas competências, com uma maior dedicação e com isso, propiciar uma produtividade melhor”.

Segundo o prefeito de Lorena, Fábio Marcondes (PSDB), um anexo será construído no Fórum para abrigar a 3.ª Vara da cidade. “Estamos com um investimento, com recursos próprios da Prefeitura, numa ordem de R$ 780 mil e aonde vem trazer nisso, a necessidade, nos mostrando a necessidade, a quantidade de processos que tinha na cidade”.

O prefeito lembrou ainda que para diminuir a quantidade de ações no município, os vereadores de Lorena aprovaram um decreto, para retirar as ações de dívida ativa abaixo de R$ 500 da Justiça.

Em Cachoeira Paulista foi inaugurada a 2.ª Vara Civil, que vai ficar sob a responsabilidade do juiz Wyldensor Martins Soares. 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Meon, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.