RMVale

Como se preparar financeiramente para um consórcio de moto

Escrito por Meon

24 JAN 2022 - 13H05

O consórcio de moto pode ser uma solução interessante para adquirir o modelo ideal para você. Porém, assim como qualquer decisão de compra, é preciso ter atenção com as finanças e fazer um planejamento completo.

Dessa forma, você garante que conseguirá pagar em dia as parcelas e que poderá aproveitar o bem da maneira que deseja, no momento da contemplação. Mas, afinal, por onde começar nesse processo?

A seguir, confira dicas para se planejar financeiramente antes de fazer o consórcio de moto!

Identifique suas despesas e suas receitas

Para começar, você deve saber como anda a sua situação financeira. A melhor forma de fazer esse diagnóstico é identificando todas as suas despesas e as receitas.

Coloque na ponta do lápis o quanto você ganha por mês, considerando as diferentes fontes de renda — caso você tenha mais de uma. Após, retire os impostos e possíveis descontos para entender o quanto você efetivamente recebe.

Em seguida, identifique suas despesas fixas e variáveis. Para facilitar, você pode fazer uma média dos gastos variáveis, como a conta de luz ou o supermercado. A partir desse ponto, é possível ter uma ideia se você gasta mais do que ganha e, portanto, se está endividado.

Caso esteja no azul, o diagnóstico ajuda a entender qual é a margem livre do seu orçamento. Também serve como uma base para definir as melhorias que você acompanhará nas próximas dicas.

Encontre oportunidades de economia

Para fazer um consórcio de moto, é essencial liberar espaço no seu orçamento. Ainda que você gaste menos do que ganha, essa será uma nova despesa que pode causar impacto no planejamento.

Portanto, vale a pena identificar quais são as mudanças que você pode fazer para economizar. Note que a ideia não é baixar muito seu padrão de vida ou fazer concessões excessivas.

Em médio prazo, mudanças muito radicais podem se tornar insustentáveis. Afinal, é difícil economizar todos os meses na conta de luz ou não gastar nada com lazer, certo?

Por isso, é mais adequado fazer reduções, substituições inteligentes ou cortes temporários. Confira o que não é tão importante no seu cotidiano e realize mudanças para economizar em diversos aspectos.

Faça a simulação de um consórcio de moto

O próximo passo desse planejamento consiste em conhecer quanto será preciso pagar para fazer o consórcio de moto. A melhor maneira de ter visibilidade nesse sentido é pela simulação desse produto financeiro.

Encontre uma administradora confiável, avalie as cartas de crédito disponíveis e os prazos dos grupos. A partir disso, faça simulações para entender o valor das parcelas ao longo da duração do grupo.

Essa é uma forma de compreender qual é o valor de parcela mais confortável para você, considerando as taxas, o prazo e o valor a ser pago na moto. Além disso, você saberá como serão os pagamentos ao longo da duração de todo o consórcio.

Elabore um orçamento completo

Depois de fazer essa simulação, é hora de montar um orçamento com todas as mudanças que você pretende fazer. Considere o quanto deseja economizar, transforme em meta e distribua o restante do dinheiro entre as despesas fixas e variáveis do cotidiano.

É importante já incluir a parcela do consórcio nesse orçamento desde o primeiro momento para se acostumar com o pagamento. Com tudo estruturado, fica mais fácil saber como gastar seu dinheiro de maneira inteligente.

Faça o controle financeiro diário

Apesar do orçamento ser importante, ele não é o suficiente para se preparar financeiramente. Afinal, ele é apenas um plano e, se você não tiver disciplina, terá dificuldades em segui-lo.

Por isso, o ideal é realizar um controle financeiro diário e completo. A ideia é registrar todas as entradas e saídas de dinheiro, por menores que sejam.

Você pode utilizar uma planilha, anotar no celular ou adotar um aplicativo próprio de finanças pessoais. Além de registrar os valores, identifique o direcionamento do gasto. Assim, é possível saber como você tem usado seu dinheiro e se é preciso realizar adaptações no orçamento. Também é uma ferramenta que ajuda a manter o foco.

Não se esqueça de juntar dinheiro

Até aqui, você descobriu como cuidar das finanças para arcar com a parcela do consórcio de moto. Porém, também vale considerar guardar uma quantia para essa aquisição — ainda que o consórcio não exija o pagamento de entrada.

O motivo é simples: essa é uma forma de ofertar um lance mais interessante e com maior potencial para ser o vencedor. Se você tiver uma quantia guardada, poderá fazer essas ofertas e antecipar a contemplação.

Então, além da economia prevista para a parcela, é válido pensar em poupar um pouco mais a cada mês. No momento mais adequado para o seu montante, você pode fazer o lance e, se ele for o vencedor, ser contemplado.

O planejamento financeiro é essencial para fazer um consórcio de moto condizente com a sua realidade. Com essas dicas, há a chance de se preparar para fazer a aquisição da melhor maneira para você.

Contrate um consórcio e se planeje para ter a sua moto desejada!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Meon, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.