Por Meon Em RMVale

Em reunião do Conselho de Desenvolvimento, prefeitos pedem mais recursos para a RMVale

Assuntos relacionados à saúde, segurança e turismo também foram debatidos

conselho_de_desenvolvimento_da_rmvale_1

Novos membros foram nomeados em reunião no Parque Tecnológico

Meon

Os 30 prefeitos que participaram da nomeação dos novos membros do Conselho de Desenvolvimento da RMVale questionaram a falta de recursos para investimentos em áreas de interesse comum, como segurança, saúde e turismo. O encontro aconteceu na manhã desta segunda-feira (15), no Parque Tecnológico, em São José dos Campos.

Os integrantes fazem parte da equipe de trabalho da Agemvale (Agência Metropolitana do Vale do Paraíba) e compõem a principal entidade de deliberação sobre planos, projetos, programas, serviços e obras a serem executados na RMVale.

A reunião definiu também os novos integrantes do Fundovale (Conselho de Orientação do Fundo de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte), que dá acesso aos investimentos para a região.

A dificuldade na obtenção de recursos foi pontuada pela maioria dos prefeitos que integram o Conselho de Desenvolvimento, como a principal problemática para o desenvolvimento da região. A área da saúde foi citada e teve como exemplo, entre outras cidades, o município de Cruzeiro que atende a demanda de outras cidades próximas e sofre com superlotação nos hospitais.

Outros segmentos que sofrem com a ausência de investimentos são infraestrutura e o turismo. Para o prefeito de Taubaté, Ortiz Junior (PSDB), é necessário haver mais efetividade com os projetos e anseios apresentados para a Agemvale.

“Precisamos de mais efetividade, há 7 anos discutimos questões da RMVale e  o problema principal é sempre a falta de recursos. A Agemvale precisa ter o mínimo de condição para poder disciplinar o planejamento da região. Sem recursos é difícil avançar nas questões de interesse coletivo, como infraestrutura, saúde e turismo”, afirmou.

O presidente-executivo da Agência Metropolitana do Vale do Paraíba, Sérgio Francisco Teodoro, acredita que este é um novo momento para que esses investimentos aconteçam. “A gente tem muito o que fazer para tirar a Agemvale desse papel de ‘ostracismo’ e acho que agora é um segundo momento que a agência tem para contribuir com os municípios da RMVale”, disse.

Participaram também do encontro o secretário Estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, e o secretário-chefe da Casa Militar e coordenador da Defesa Civil, Walter Nyakas Júnior, que destacaram investimentos em obras e projetos para desenvolvimento da região. 

Para o prefeito de Paraibuna e presidente do Conselho de Desenvolvimento, Victor de Cassio Miranda (PSDB), o Vitão, a participação dos representantes do Estado sugere uma nova perspectiva para a região. 

“A vinda de representantes do Estado demonstra um peso para o conselho e a gente espera que com essa união consigamos colher os frutos, como a regulamentação do fundo [Fundovale], que são etapas e entraves que precisamos tirar do caminho. Nós almejamos conquistar projetos e investimentos e já conseguimos em relação à segurança, com o Caep em Taubaté, e agora desenvolver a implantação de câmeras de videomonitoramento na região”, completou.

Atualmente, a elaboração do PDUI (Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado), que funciona como um instrumento para a captação de recursos junto a diversos órgãos, e o Fundovale, que é responsável por dar suporte financeiro ao planejamento e às ações, ainda não foram concretizados. 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Meon, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.