RMVale

Entidades vendem gasolina a R$4,40 por litro nesta quinta na RMVale

Combustível sem preço de importação é vendido apenas a motoristas e entregadores de aplicativos de São José e Caraguá

Escrito por Ana Lígia Dal Bello

24 NOV 2021 - 18H09 (Atualizada em 25 NOV 2021 - 08H52)

petrobras_anuncia_alta_de_0_70_no_preco_da_gasolina

O OSP (Observatório Social da Petrobrás) e a FNP (Federação Nacional dos Petroleiros) disponibilizam gasolina a R$4,40 o litro nesta quinta-feira (25) em São José dos Campos e Caraguatatuba. O combustível sem cobrança de PPI (Preço de Paridade de Importação) será vendido ao longo do dia apenas a motoristas e entregadores de aplicativos.

É preciso fazer cadastro nos postos participantes do “Dia Nacional da Gasolina sem PPI”. Os motoristas recebem cupons que são trocados por combustível.

Em São José, a ação é realizada no Posto BR, na Avenida Deputado Benedito Matarazzo (ao lado do Center Vale Shopping). Três mil litros de gasolina serão distribuídos no total, com a venda de 100 vouchers para motoristas de carro (com limite de 15 litros de gasolina por veículo) e 150 para motoristas de motos (limitado a 10 litros cada veículo) por aplicativo.

Leia MaisPapai Noel chega a São José nas Caravanas de Natal Governo de São Paulo retira obrigação do uso de máscaras a partir de dezembroAluno e examinador brigam em exame para CNH em São JoséPolícia usa modelagem 3D na investigação do acidente de ônibus que matou 7 pessoas na Oswaldo CruzEm Caraguatatuba, o cadastro para receber cupons é feito na tenda ao lado do Auto Posto Britânia, na rua Álvaro Theodoro da Cruz, 415, Jardim Britânia. Serão disponibilizados 3 mil litros de gasolina. Cada voucher é limitado a 9 litros do combustível. A ação é direcionada a motoboys e entregadores de moto por aplicativo.

Mais barato

Durante o dia, o valor do combustível chega a ser 35% mais barato do que os preços de mercado. Segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo), o litro da gasolina comercializado entre 14 e 20 de novembro chegou à média de R$6,75.

Valor de importação

Sob o governo de Michel Temer, em 2016, a Petrobras passou a calcular os preços dos combustíveis com base no mercado internacional e repassar as variações frequentes aos consumidores brasileiros, numa política de PPI (preço de paridade de importação).

“Hoje, produzimos cerca de 80% de todo combustível consumido no Brasil e importamos 20%. Mas, em função do PPI, 100% do combustível é tratado como se fosse importado”, afirma Adaedson Costa, secretário geral da FNP.

Segundo levantamento do Ibeps (Instituto Brasileiro de Estudos Políticos e Sociais), sem o PPI, a gasolina poderia ser vendida no país a R$ 4,40. O valor é baseado na análise dos custos reais de produção nacional, inclusive com o lucro das distribuidoras, revendedoras e Petrobrás.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Ana Lígia Dal Bello, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.