Por Moisés Rosa Em RMVale

Etecs e Fatecs da RMVale encerram greve de 40 dias após acordo

Após aprovação das emendas ao projeto de lei do governador Geraldo Alckmin (PSDB), em sessão realizada na noite desta quarta-feira (26) na Assembleia Legislativa em São Paulo, os funcionários das Fatecs e Etecs de São José dos Campos, Taubaté, Jacareí, Pindamonhangaba e Caçapava decidiram encerrar a greve iniciada em 17 de fevereiro. As instituições de Lorena, Guaratinguetá e Caraguatatuba não aderirem à paralisação.

40

dias foi a duração da greve que, segundo o sindicato, chegou a ter 60% de adesão dos funcionários e atingiu 10 mil alunos na região

O Sinteps (Sindicato dos Trabalhadores do Centro Paula Souza) reivindicava estruturação do plano de carreira dos profissionais, contagem do tempo de careira para promoções e realocação dos cargos de acordo com o nível de formação, entre outras coisas.

O primeiro reenquadramento do plano de carreira vai acontecer em 5 de abril para as carreiras administrativas, auxiliares de docentes e professores, baseado no tempo de serviço. A segunda estruturação está prevista para julho de 2015, com base no tempo de serviço.

Entenda o caso
Após paralisação em 2011, o governo comprometeu-se a elaborar o novo plano de carreira para professores e servidores do Ceeteps. No primeiro semestre de 2013, dois anos após a promessa, o Ceeteps e o Sintep se reuniram para elaborar uma proposta em comum. O resultado do encontro foi enviado ao governo para avaliação e até então não foi encaminhado à Assembleia Legislativa para votação.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Moisés Rosa, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.