Por Tamires Vichi Em RMVale Atualizada em 18 OUT 2020 - 12H59

Instituto Argonauta encontra lixo em 75% das praias do Litoral Norte durante o mês de setembro

6,1% das praias ficaram com situação “inaceitável” pela quantidade de lixo acumulado

Divulgação/Instituto Argonauta
Divulgação/Instituto Argonauta
Acúmulos de lixo são encontrados em praias de Ubatuba e Caraguatatuba, no Litoral Norte.


O Instituto Argonauta, em parceria com o Aquário de Ubatuba, divulgaram o boletim do lixo das praias do Litoral Norte, documento que registra a situação das praias com relação à presença de lixo. De acordo com os dados informados, lixo foi encontrado em 75% das 132 praias monitoradas.

Na cidade de Ubatuba, 1070 monitorias foram realizadas e resíduos foram encontrados em 67,7% das vezes. Do total, 6,6% dos casos foram classificados como “inaceitável”, ou seja, continham lixo em uma grande extensão, além de acúmulos em determinadas áreas.

Em Caraguatatuba, 450 registros foram realizados e lixo foi encontrado em 53,3% das vezes. A situação “inaceitável” foi registrada em 37,6%, um número expressivo. Apenas 4,3% das monitorias não identificaram nenhum tipo de resíduo.

São Sebastião e Ilhabela tiveram, respectivamente, 54% (930 monitorias), e 56% (658 monitorias) de registro de lixo em suas praias.

Divulgação/Instituto Argonauta
Divulgação/Instituto Argonauta
Acúmulos de lixo são encontrados em praias de Ubatuba e Caraguatatuba, no Litoral Norte.


Ainda segundo informações divulgadas pelo Instituo Argonauta, outubro já demonstra uma situação ainda mais grave do que a vista no mês de setrembro. Praias de Ubatuba (Saco da Ribeira, Matarazzo e Iperoig) e Caraguatatuba (Porto Novo, Palmeiras e Pan Brasil), foram classificadas com a situação “caótico”, a pior classificação na escala de monitoramento, devido à grande quantidade de lixo acumulado.

Nas últimas semanas, com a mudança de estação e o aumento das temperaturas, além da liberação das praias com a retomada econômica para a região, resultado do Plano SP do Governo do Estado de São Paulo, uma grande quantidade de turistas têm lotado a região litorânea, o que influencia, diretamente, no aumento da presença de lixo nas praias.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Tamires Vichi, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.