Por Do Meon Em RMVale

Investigadores da Dise de São José dos Campos são acusados por tortura

20140627_deinter1_divulgacaopoliciacivil

Investigadores também perderam os cargos

Divulgação

A Justiça condenou a 5 anos e 3 meses de prisão dois investigadores que atuavam na Dise (Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes) de São José dos Campos. Acusados de tortura e concussão -quando se tira vantagem da posição exercida para extorquir outras pessoas- os investigadores devem cumprir a pena em regime fechado. 

Além de condenados à prisão, os dois perdem os cargos que exerciam na Dise. Um advogado também foi condenado a pagamento de multa e prestação de serviços à comunidade.

A dupla interceptava ligações telefônicas de traficantes de drogas da região e exigiam dinheiro e drogas para que as ocorrências não fossem registradas. Já o advogado foi acusado por servir aos interesses dos policiais, atuando como intermediário das exigências e dos pagamentos.

Em uma dessas ações, em 2009, a dupla torturou dois traficantes e pediu o pagamento de R$ 100 mil para que não fosse efetuada a prisão. Sem dinheiro para pagar extorsão, ambos acabaram presos.

Outros três policiais suspeitos de participar do esquema também foram investigados, mas, sem provas, foram absolvidos.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Do Meon, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.