Por Da Redação Em RMVale Atualizada em 15 SET 2020 - 15H19

O caminho para o emagrecimento passa pelo controle da ansiedade!

Segundo Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças crônicas (Vigitel), 1 a cada 5 pessoas é obesa

Agência Brasil
Agência Brasil


Nos últimos meses, o tema Obesidade está mais em evidência. A obesidade é uma doença crônica e durante o período de pandemia do novo coronavírus as condições de saúde apresentaram piora no Brasil em quase 30% dos participantes da pesquisa, segundo o levantamento feito pela UFMG, Fiocruz e Unicamp com 45 mil pessoas entre os dias 24 de abril e 8 de maio.

Divulgação
Divulgação
Lisyanne Sugai - Nutricionista Emocional

Segundo Lisyanne Sugai, fundadora do Instituto Sugai, toda essa relação de ambiente externo, pandemia, incertezas e medo, geram estresse, ansiedade e até depressão. Esses sintomas, por si só alteram todo o funcionamento metabólico, comportamental e emocional, o que diminui saciedade, aumenta apetite e consequentemente aumento do peso.

A atividade física foi bastante afetada por conta da pandemia e determinação de isolamento social. No Brasil, 62% dos entrevistados não estão se exercitando. Antes da pandemia, 30% praticava atividade física durante 150 minutos por semana. Durante a pandemia, o percentual chegou a 13%.

A alimentação saudável também teve queda durante o período de isolamento social. No Brasil, o consumo de frutas, legumes e verduras por cinco dias ou mais por semana foi relatada por apenas 13% das pessoas.

O Ministério da Saúde alerta para a necessidade da adoção de hábitos saudáveis para evitar o excesso de peso e as doenças associadas a obesidade como diabetes e hipertensão. Pesquisa ainda aponta que 7,7% da população adulta apresenta diabetes e 24,7%, hipertensão.

Já é tempo de quebrar paradigmas de que o emagrecimento permanente vai vir de fora: do ambiente, da atividade física extenuante, de dietas restritivas, jejuns ou medicamentos. É fato que a pandemia aumentou casos de sobrepeso e obesidade. Isso mostra a importância da adoção de novos hábitos saudáveis, contudo, é imprescindível aprender a controlar a ansiedade e trabalhar de frente a qualquer situação de estresse. Caso esse mecanismo de ação (controlar a ansiedade) não seja realizado no momento em que esteja passando pelo desafio, além dessa ansiedade poder evoluir para um pânico, o ciclo vicioso de não realização de hábitos saudáveis se retroalimenta. Ou seja, o indivíduo passa a comer mais, se sente mais frustrado, come sua emoção e ganha cada dia mais peso e mais complicações, relata a nutricionista Lisyanne.

De acordo com dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), o país tem o maior número de pessoas ansiosas do mundo: 18,6 milhões de brasileiros (9,3% da população) convivendo com o transtorno.

Segundo a especialista Sugai, todo o processo de emagrecimento deve iniciar de dentro para fora, isto é, encontrar a causa inicial do ganho de peso e o porquê, o

motivo real de querer emagrecer. Desenvolver autoestima e segurança, que são a estrutura base que vai fortalecer a direção do emagrecimento, para então conseguir determinar o que será realizado. Caso contrário, uma meta traçada sem a segurança naquilo que está sendo realizado, pode ser abandonada por qualquer estresse passado no dia a dia.

O caminho para o emagrecimento passa pelo controle da ansiedade! Emagreça a sua mente e emagrecerás o seu corpo! Viva leve!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Da Redação, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.