Por Meon Em RMVale

Pesquisa revela que 46% de jovens e adolescentes de São José consomem álcool e algum tipo de droga

Estudo inédito aponta índices que ‘mapeiam’ o perfil desse público no município

consumo_de_alcool_foto_marcelo_camargo_agencia_brasil

A maior parte dos pesquisados (75%) tem familiares que fazem o uso de substâncias

Reprodução/Marcelo Camargo/Agência Brasil

A região sul de São José dos Campos concentra 46,49% de jovens e adolescentes que consomem álcool e outras drogas. A pesquisa, inédita na cidade, identifica o perfil desse público e é utilizada para a criação de estratégias de combate ao acesso a substâncias lícitas e ilícitas.

O levantamento ocorreu entre junho e setembro deste ano e abordou mais de 3 mil alunos da rede municipal e estadual, com idade entre 12 e 18 anos, em 29 escolas da zona sul da cidade.  Os estudantes responderam a um questionário com 10 perguntas sobre o assunto. 

A pesquisa constatou que 46,49% dos jovens usam álcool, 16,37% maconha, 10,52% cigarro, 0,62% crack, 0,42% cocaína, 1,03% lança perfume, ecstazy, LSD, entre outros.

A assessora de políticas sobre drogas, Patrícia Minari, avalia que o uso indevido e precoce dessas substâncias é responsável por diversos problemas sociais.

“Os dados demostram uma realidade que bate a nossa porta. Nossos jovens começam a consumir as substâncias, principalmente o álcool, cada vez mais cedo, trazendo mais conflitos não apenas para eles, mas também para as famílias e para a sociedade. Violência, acidentes de trânsito e problemas escolares são um desses problemas”.

A população mais vulnerável tem idade entre 12 e 15 anos e a maior parte dos pesquisados (75%) tem familiares que fazem o uso de algum tipo de substância.

“A família é um fator essencial para que esses jovens e adolescentes não tenham acesso às drogas. E agora os dados comprovam o impacto que a família tem no comportamento dos filhos. É importante que cada vez mais as famílias dialoguem com os filhos e mostrem o impacto que o uso de drogas pode causar”, destaca Patrícia Minari.

O estudo é realizado por meio do programa ‘Coalizão São José’, da secretaria Municipal de Apoio Social ao Cidadão. Outras regiões da cidade deverão receberão o serviço.  

Estratégias

A expectativa da equipe do 'Coalizão São José' é que os trabalhos de combate e prevenção ao uso de drogas comece a ser executado de forma efetiva a partir do primeiro semestre de 2019. 

Entre as ações que serão realizadas estão a identificação dos ambientes onde esses jovens e adolescentes consomem as substâncias, fiscalização pontual para a intervenção da utilização das drogas e trabalhos de conscientização diretamente com o público-alvo. 

O projeto é desenvolvido em conjunto com organizações privadas e públicas e com a própria comunidade, que pode participar de reuniões, capacitações e sugerir possíveis ações de combate. Na zona sul, os encontros são mensais e ocorrem na Casa do Idoso, no Bosque dos Eucaliptos. 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...