RMVale

Trabalhadores fazem protesto na fábrica Latasa, em Pinda

Reivindicação é por melhores condições de trabalho

Escrito por Meon

11 JUL 2023 - 17H19

Guilherme Moura

Os trabalhadores da fábrica Latasa fizeram uma paralisação de duas horas nesta terça-feira, dia 11 de julho, para cobrar melhores condições de trabalho.

+ Leia mais notícias da RMVale

+ Receba as notícias do Meon pelo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/GrkfVyt9TgB5kzD9FiFMzi

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba, uma das situações está na fabricação de vergalhões. A máquina que abastece o forno está quebrada há três semanas e os trabalhadores estão tendo que fazer o serviço de forma braçal, com pá. No setor de produção de placas também faltam ferramentas adequadas para fazer o serviço. Muitas reclamações de assédio moral também têm sido relatadas, principalmente nos setores de vergalhão e de manutenção.

Em junho, a fábrica atingiu novo recorde de produção na Planta 1: Foram 7.069 toneladas de material em um único mês, 176 toneladas a mais que o último recorde, em 2021.

De acordo com o presidente do Sindicato, André Oliveira, falta apenas um mês para o pagamento da PLR (Participação nos Lucros e Resultados) e a empresa não fez nenhuma reunião nem deu andamento na formação da comissão de PLR.

“Tem condições de segurança que protestamos lá atrás e melhoraram sim, mas ainda falta muita coisa. A empresa tem que criar uma rotina de manutenção das áreas. Os trabalhadores sabem como a produção está alta e estão cobrando condições seguras para trabalhar, e que a empresa dê andamento na negociação da PLR”, disse.

A Latasa atua no ramo do alumínio, fica no distrito do Feital e tem cerca de 320 funcionários.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...