RMVale

Vereadores apoiam trabalhadores em protesto contra fechamento da Ford em Taubaté

O presidente da Câmara encaminhou um ofício ao gerente-geral da Ford pedindo que reveja a decisão de fechar a unidade

Escrito por Fernanda Niquirilo

13 JAN 2021 - 14H19 (Atualizada em 13 JAN 2021 - 14H47)

Foto: Caio Fernandes Vereadores apoiam trabalhadores em protesto contra fechamento da Ford  (Foto: Caio Fernandes)

Na manhã desta quarta-feira (13), os vereadores de Taubaté acompanharam a assembleia que foi realizada pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté contra o fechamento da unidade da Ford no município. Os parlamentares apoiaram os trabalhadores e se colocaram à disposição, para falar com Sindicato, dirigentes da montadora e representantes do poder público para buscar soluções.

“A Câmara Municipal está à disposição do Sindicato para conversar e tentar auxiliar da melhor maneira possível, dialogando para que a gente chegue a uma solução que possa dar mais conforto para eles, já que é uma notícia triste. Isto vai impactar na economia e comércio, já não bastava a pandemia e, agora, este fechamento”, afirmou o presidente da Câmara, Paulo Miranda (MDB).

O fechamento da fábrica no Brasil levará à demissão de 5 mil trabalhadores diretos, sendo que 830 são da unidade de Taubaté. Também deve provocar outras 15 mil demissões no setor de autopeças no país.

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Weller Gonçalves, colocou a estrutura da entidade a serviço da luta dos trabalhadores da Ford e defendeu que o Governo Federal estatize empresas que demitirem.

“Não podemos admitir o corte de milhares de empregos diretos e indiretos, principalmente num cenário de pandemia, numa empresa que está há mais de 100 anos no país e agora quer ir embora.” afirmou Weller.

Além do presidente da Casa, os vereadores Jessé Silva e João Henrique Dentinho, do PL, Marcelo Macedo (MDB), Neneca Luiz Henrique (PDT), Richardson da Padaria (DEM) e Talita Cadeirante (PSB) acompanharam a assembleia.

Na terça-feira (12), o presidente da Câmara encaminhou um ofício ao gerente-geral da Ford, Guilherme Neto, pedindo que reveja a decisão de fechar a unidade no município.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Fernanda Niquirilo, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.