Por Conteúdo Estadão Em Noticias Atualizada em 25 JUN 2020 - 20H02

Homem é preso após atear fogo em ônibus em frente ao Palácio do Planalto

Cerca de dez passageiros ocupavam o ônibus no momento da ação

Folha/ Uol
Folha/ Uol


Um homem foi preso na tarde desta quinta-feira (25) após atear fogo em um ônibus próximo ao Palácio do Planalto. Em nota, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) informou que o homem teria espalhado gasolina dentro do veículo e, depois, iniciado o incêndio. O acusado, ainda não identificado, desceu do veículo e gritou "Fora Bolsonaro", de acordo com as informações da PMDF.

Cerca de dez passageiros ocupavam o ônibus no momento da ação, mas ninguém ficou ferido. A Polícia Militar prendeu o homem e o encaminhou para 5ª Delegacia de Polícia para o registro da ocorrência e onde o caso será investigado. O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal precisou ser acionado para conter o fogo.

No momento do incêndio, o presidente Jair Bolsonaro não estava no Planalto, mas na residência oficial, no Palácio da Alvorada.

Tinta vermelha

No dia 8 deste mês, em outro ato de protesto contra Bolsonaro, um homem jogou tinta vermelha na rampa do Palácio do Planalto. Cerca de 40 minutos depois do ato, ele voltou ao local gritando "genocídio".

Em vídeo publicado pela BandNews, o homem afirmou que há um "genocídio contra a juventude brasileira". "Estou aqui pelo povo brasileiro, pela juventude brasileira. É a sétima juventude mais assassinada do mundo. Não tem uma política pública, isso é um protesto", afirmou ao ser levado pelos seguranças.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Noticias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.