Por Conteúdo Estadão Em Mundo

EUA: Biden reforça necessidade de apertar controle sobre compra de armas no país

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, reforçou neste sábado a importância de fechar as brechas e apertar o controle sobre os compradores de armas do país. Segundo ele, o primeiro passo é o Senado aprovar os três projetos de lei que já passaram pela Câmara, referentes à verificação de antecedentes criminais, por exemplo. A afirmação foi feita em nota publicada no site oficial da Casa Branca, em homenagem às vítimas da boate Pulse, que foram mortas por um atirador em Orlando há cinco anos.

"Já passou da hora de proibir armas de assalto e de alta capacidade, estabelecer ordens de proteção de risco extremo, também conhecidas como leis de 'bandeira vermelha', e eliminar a imunidade de responsabilidade dos fabricantes de armas", escreveu ele no documento.

Biden também mencionou os efeitos da violência armada contra as minorias, como as comunidades LGBTQ+, citou a necessidade do Senado aprovar a Lei da Igualdade, e se comprometeu a assinar, nos próximos dias, um projeto de lei que nomeará a boate Pulse como um memorial nacional.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.