RMVale

Trabalhadores da Elgin entram em greve São José

Os funcionários recusaram, em assembleia com o Sindicato dos Metalúrgicos, a proposta de indenização apresentada pela empresa nesta terça (15)

Escrito por Meon

15 JUN 2021 - 21H48 (Atualizada em 17 JUN 2021 - 15H38)

Foto / Roosevelt Cássio Metalúrgicos contra o fechamento da Elgin - foto de Roosevelt Cássio (Foto / Roosevelt Cássio)

Trabalhadores da Elgin, empresa da zona leste de São José dos Campos, entraram em greve na manhã desta terça-feira (15) após rejeitarem a proposta de indenização apresentada pela corporação.

O impasse se dá por conta da transferência das atividades administrativas e operacionais da empresa para Mogi das Cruzes. Estima-se, de acordo com o SindMetal (Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos), que 87 funcionários serão demitidos com a mudança.

Com isso, a empresa teria proposto o pagamento de um a três salários nominais, de acordo com o tempo de fábrica; além de seis meses de convênio médico e de vale-refeição, 4% de aumento do salário e R$ 2 mil de abono aos trabalhadores como forma de indenização.

Contudo, a reivindicação por parte da classe é uma compensação entre R$ 12 mil a R$ 68 mil, conforme o tempo trabalhado. Além da extensão do convênio médico e do vale-refeição por um ano, com correção salarial pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), mais 5% de aumento real e R$ 5 mil de abono.

O Meon procurou a empresa, mas até o momento da publicação não obteve nenhum retorno a respeito do episódio.

ATUALIZAÇÃO: 15 de junho de 2021, às 22h25

Em comunicado, a Elgin informou que não fechará a fábrica de São José dos Campos, somente as atividades operacionais e administrativas que serão transferidas para Mogi das Cruzes. Além disso, a empresa afirmou que está negociando com o maior número de colaboradores que optarem para se transferirem juntos. Confira a nota na íntegra.

“A Elgin esclarece que a fábrica de São José dos Campos, não será fechada, mas suas atividades operacionais e administrativas serão transferidas para Mogi das Cruzes, onde já funciona outra planta da empresa. Isso se deve por questões técnicas (ganhos de sinergia da planta em um único local e produtividade) e questões econômicas.

Essa transferência está prevista para o início de 2022. Tendo como premissa e princípio um relacionamento de respeito e dignidade com todos os envolvidos, todo o processo será conduzido com antecedência, de forma a minimizar os impactos que uma mudança deste porte pode trazer aos clientes, colaboradores, parceiros e comunidade. Além disso, a Elgin está negociando para aproveitar o maior número de colaboradores que optarem pela transferência, e, além disso, irá disponibilizar transporte em ônibus executivo para que os colaboradores que moram em São José possam se deslocar até Mogi. O trajeto dura aproximadamente 50 minutos.”

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Meon, em RMVale

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.