Por Conteúdo Estadão Em Noticias

Varejo está 1,0% acima do nível pré-pandemia, revela IBGE

A melhora no desempenho do varejo na passagem de março para abril fez o volume de vendas ficar 1,0% acima do nível de fevereiro de 2020, no pré-pandemia. No varejo ampliado, que inclui as atividades de veículos e material de construção, as vendas operam 0,3% acima do pré-pandemia.

Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio e foram divulgados nesta terça-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os segmentos de material de construção, artigos farmacêuticos, outros artigos de uso pessoal e doméstico, supermercados e móveis e eletrodomésticos estão operando acima do patamar pré-crise sanitária.

O segmento de material de construção está 19,9% acima do patamar de fevereiro de 2020; artigos farmacêuticos, 13,4% acima; outros artigos de uso pessoal e domésticos, 5,8% acima; supermercados, 2,2% acima; e móveis e eletrodomésticos, 1,4% acima.

Os veículos estão 5,4% abaixo do patamar pré-pandemia; vestuário, 19,4% abaixo; livros e papelaria, 40,6% abaixo; combustíveis, 9,3% abaixo; e equipamentos de informática, 8,7% abaixo.

Após um avanço de 1,8% no volume vendido em abril ante março, o varejo opera 5,1% abaixo do pico de vendas alcançado em outubro de 2020.

Já o varejo ampliado, que cresceu 3,8% em abril ante março, está em nível 6,1% aquém do ápice registrado em agosto de 2012.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Noticias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.