Por Conteúdo Estadão Em Noticias

'A princípio, vamos esclarecer tudo na CPI', diz Wilson Witzel

O ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel afirmou que, mesmo com decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), vai responder às perguntas da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, a menos que a orientação dos advogados em questões específicas seja para não falar. O político depõe nesta quarta-feira, 16, na comissão.

Ao chegar para o depoimento, Witzel responsabilizou o governo do presidente Jair Bolsonaro pelo descontrole da pandemia de covid-19. "Toda a pandemia está como está em razão da postura do governo federal, mas é preciso entrar nos detalhes para se compreender as responsabilidades, de quem e quais são as consequências", disse o ex-governador.

Na noite de quarta-feira, o Supremo Tribunal Federal concedeu ao ex-governador o direito de não comparecer à comissão. "A princípio vamos esclarecer tudo porque não temos nenhum problema na verdade", afirmou. Witzel declarou ainda que a CPI precisa investigar "quem desviou dinheiro do Estado do Rio de Janeiro, se é que desviou."

A CPI da Covid abriu pouco depois das 9h30 a sessão em que ouvirá o ex-governador do Rio e irá votar novos requerimentos de convocação e quebras de sigilo. Witzel foi convocado em razão das investigações que correm no Rio de Janeiro sobre desvio de dinheiro público que deveria ter sido aplicado no combate à covid-19. Em maio, ele perdeu o cargo após um processo de impeachment por acusação de corrupção na Saúde durante a pandemia.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Noticias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.