Brasil

“Novo é um partido que tem problema de identidade”, afirma João Amoêdo

Ex-candidato à presidência da República criticou o apoio de alguns partidários ao governo Bolsonaro

Escrito por Gabriel Campoy

01 OUT 2021 - 15H12 (Atualizada em 01 OUT 2021 - 15H27)

Geraldo Bubniak / AGB / Agência O Globo João Amoedo ( Geraldo Bubniak / AGB / Agência O Globo)

O ex-candidato à presidência da República pelo partido Novo, João Amoêdo, afirmou que a legenda – da qual é um dos criadores – tem “um problema de identidade”.

“O novo é oposição ou linha auxiliar ao governo Bolsonaro?”, questionou o empresário em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo.

Amoêdo afirmou que o partido precisa admitir que “não está bem”, destacou que pretende trabalhar com pessoas como o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e o juiz Sérgio Moro, além de enfatizar que não pretende sair do Novo.

“Eu me coloquei à disposição para ajudar no Novo, a partir do diagnóstico de que o partido não está bem. Contudo, essa via não funcionou. Não fui aceito. Por enquanto, continuarei filiado. Deu muito trabalho fazer um partido como o nosso, diferente em vários aspectos dos partidos convencionais. Foram dez anos de dedicação”, disse João Amoêdo.

Por fim, o dirigente partidário ainda afirmou que, “depois de mil dias de governo e tudo o que ele fez, não dá para se colocar em posição de independência a Bolsonaro”.

“A maioria da população não quer esse governo. O Bolsonaro vai contra todos os valores, princípios e valores do Novo”, finalizou.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Gabriel Campoy, em Brasil

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.