Por Conteúdo Estadão Em Noticias

Exterior positivo ajudam em recuperação do Ibovespa, mas setor metálico limita

Após a abertura positiva das bolsas em Nova York e mudança do sinal de queda para alta nas ações ligadas a commodities metálicas na B3, o Ibovespa superou os 124 mil pontos, passando a renovar máximas. Contudo, com exceção de Vale, as demais ações ligadas ao segmento voltavam a cair, levando o Ibovespa para os 123 mil pontos novamente.

O tom positivo externo dá espaço para recuperação do Ibovespa, após o recuo de 0,84% ontem (122.987,71 pontos), em dia de agenda de indicadores esvaziada no exterior, ao contrário do Brasil. Internamente, há divulgação do Caged, com comentários do ministro da Economia, Paulo Guedes, além do relatório da dívida e da revisão do Plano Anual de Financiamento (PAF).

Mais cedo, foi informado o saldo nas transações correntes, com superávit de US$ 5,663 bilhões em abril, sendo o melhor resultado para o mês desde o início da série histórica, em janeiro de 1995, segundo o Banco Central. Já o IDP somou US$ 3,544 bilhões em abril.

Nem mesmo notícias corporativas e o recuo de quase 6% na bolsa de Cingapura do minério de ferro e do petróleo no exterior impedem os ganhos na B3.

Além do exterior, Cássio Bambirra, sócio da One Investimentos, cita que o Caged será bem importante para dar uma direção para a Bolsa. A mediana das expectativas na pesquisa Projeções Broadcast é de geração de vagas formais de 161.440 em abril, após criação de 184.140 postos em março. O indicador será informado ao meio-dia.

"Porém, o dia pode ser bem desafiador para empresas como Vale, outras de mineração e de siderurgia após a queda do minério. A China segue preocupada em controlar a alta recente da commodity, e isso preocupa, e tem impacto nessas ações do setor. Mesmo após terem caído ontem, os papéis podem ceder hoje", estima. Depois de caírem em torno de 1%, os papéis passaram a subir na B3, mas logo em seguida, voltavam a ceder.

A despeito desse temor envolvendo as commodities, o estrategista-chefe do Grupo Laatus, Jefferson Laatus, ressaltou hoje em conversa matinal com clientes que a queda do minério de ferro não deve mudar a tendência dos preços, que segue elevada. Contudo, o recuo é positivo para reduzir pressões inflacionárias.

Já Bambirra pondera ainda que a queda no número de casos de covid-19 na Índia pode trazer alívio global, especialmente em relação às perspectivas de aumento da demanda por commodities. "Isso tende a reduzir riscos de novas medidas de restrição mais duras", diz, acrescentando ainda as reafirmações de dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) de que o avanço da inflação nos EUA é temporário e que, portanto, não deve ter antecipação da alta dos juros por lá por ora.

Apesar da preocupação de analistas e de investidores com novos sinais de ingerência política em estatais, a maioria das ações do segmento sobe hoje. Ontem, as ações do Banco do Brasil já sofreram após a renúncia do presidente da Previ, fundo de previdência do Banco do Brasil, José Maurício Coelho. "O mercado nunca gosta desse tipo de sinalização", afirma o sócio da One Investimentos. Perto de 11 horas, contudo, os papéis do BB ON subiam 1,17%.

Outro ponto de atenção é a de que Guedes quer retomar as discussões sobre a criação de um imposto sobre transações financeiras, o que nem sempre agrada ao mercado. Contudo, analistas afirmam que ainda é preciso esperar novas informações sobre o assunto para ter uma ideia do impacto nas ações, nas empresas.

Às 10h52, o Ibovespa subia 0,74%, aos 123.893,66 pontos, após máxima aos 124.122,17 pontos.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Noticias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.