Por Conteúdo Estadão Em Noticias

Saúde tomou decisão que devia tomar, diz Queiroga sobre superintendente afastado

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, comentou nesta quinta-feira a exoneração do agora ex-superintendente estadual do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro George Divério, publicada no Diário Oficial da União. O ministro disse que não lhe competia fazer nenhum "juízo de valor" sobre a culpabilidade do superintendente, mas que o ministério tomou "a decisão que devia tomar".

Queiroga, que participa de audiência pública em comissões da Câmara, afirmou que o próximo passo será nomear uma outra pessoa "que tenha a capacidade de gerir a Superintendência do Rio de Janeiro".

O coronel Divério foi nomeado para o cargo em junho de 2020 pelo então ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Em novembro de 2020, Divério assinou contratos de R$ 29 milhões com duas empresas, sem licitação, para fazer reformas em prédios da pasta no Estado, em plena pandemia. As obras foram consideradas urgentes, por isso a licitação foi dispensada. Depois de assinados, os contratos foram anulados pela Advocacia-Geral da União (AGU), que não constatou razão para a dispensa de licitação.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Noticias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.