Por Conteúdo Estadão Em Noticias

Tivit quer 10 startups por ano até 2025

De olho em soluções inovadoras que surgem no mundo das startups, a Tivit decidiu criar um novo departamento: o Tivit Ventures. O objetivo é fazer cerca de 10 aquisições por ano até 2025, diz o diretor de estratégia da companhia, Eduardo Sodero, responsável pela área de fusões e aquisições. O orçamento para as compras é da ordem de R$ 400 milhões.

Desde a criação do departamento, em novembro de 2020, a companhia já comprou cinco startups, entre elas a Privally (plataforma voltadas para a adequação de empresas à lei de proteção de dados) e a DevAPI (de integração de sistemas), em abril deste ano. "É um benefício mútuo. Ao mesmo tempo que conseguimos trazer para dentro da corporação mais inovação e novas tecnologias, as aquisições fortalecem as startups, que tendem a manter a estrutura independente."

Sodero diz que o objetivo é buscar soluções de software que facilitem a vida das empresas. O foco atual, diz ele, está em startups de cibersegurança, inteligência artificial e fintechs.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Noticias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.