Por Conteúdo Estadão Em Brasil & Mundo

Ex-técnico do Lyon detona Juninho Pernambucano: 'Fazia coisas nas minhas costas'

Demitido do Lyon após a última rodada do Campeonato Francês, realizada no domingo passado, o treinador Rudi Garcia - que foi contratado em outubro de 2019 no lugar de Sylvinho, agora no Corinthians - não poupou o brasileiro Juninho Pernambucano de críticas. Ídolo do Vasco, além de ser um dos grandes nomes da história do clube francês, o ex-meia é diretor esportivo do time da cidade de Lyon.

Em entrevista ao jornal francês L'Équipe, Rudi Garcia disse que Juninho Pernambucano "não ficava feliz" quando jogadores brasileiros eram preteridos na escalação e afirmou que o dirigente fazia "jogo sujo". "Descobri que quando as contratações brasileiras não jogavam, ele (Juninho) não ficava contente. Ele preferia ganhar com os seus jogadores", afirmou.

O agora ex-treinador do Lyon falou especificamente sobre o caso do volante Bruno Guimarães (ex-Athletico-PR), que em alguns momentos foi opção no banco de reservas, e também de Jean Lucas, outro volante (ex-Santos e Flamengo) emprestado ao Brest. Outro brasileiro citado na entrevista foi o meia Lucas Paquetá (ex-Flamengo), mas que foi classificado como "indispensável".

"O Paquetá foi indispensável e continuou (no time). Mas quando o Bruno jogou um pouco menos, isso criou um problema. Tive que administrar. Ele (Juninho Pernambucano) faz as coisas pelas minhas costas, fala com os jogadores pelas minhas costas, permite que alguns me critiquem, como Jean Lucas. Faltou objetividade e igualdade de tratamento", prosseguiu.

Atualmente, além de Lucas Paquetá, Bruno Guimarães e Jean Lucas (que volta de empréstimo), o Lyon conta com o volante Thiago Mendes e o lateral-direito Marcelo como brasileiros no elenco. O próximo da lista deverá ser o lateral-esquerdo Henrique, que está de saída do Vasco.

O presidente do Lyon, Jean-Michel Aulas, se manifestou em seu perfil oficial no Twitter, defendeu Juninho Pernambucano e criticou o relato feito por Rudi Garcia. "Muito decepcionado com a política de terra arrasada de Rudi Garcia, que está reescrevendo a história, esquecendo que ele tinha o melhor elenco. Pena que Rudi não soube trabalhar com Juni, que mesmo assim o escolheu e o acompanhou. Juni tem todo o nosso apoio. Que péssimas desculpas Rudi!", publicou o dirigente.

Bruno Guimarães também reagiu. Contratado por Juninho Pernambucano no início de 2020, era titular e foi para o banco de reservas no meio da atual temporada. O ex-Athletico-PR republicou um trecho da entrevista de Garcia e o acusou de ter sido incoerente. "Tudo começou a não funcionar quando faltou coerência da sua parte!!!", escreveu.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Conteúdo Estadão, em Brasil & Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.