Por FolhaPress Em Brasil & Mundo

Fluminense fica perto de acerto com Roger Machado para temporada de 2021

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Com ida à próxima Libertadores encaminhada, o Fluminense deve ter um novo comandante em 2021. Ex-jogador marcante do clube, Roger Machado está bem próximo de um acerto com o time tricolor. O técnico tem conversas adiantadas e deve assinar por dois anos com o time após o fim do Campeonato Brasileiro.

A preferência do Fluminense por Roger Machado já havia sido noticiada pelo Netflu, e o GE informou sobre a proximidade do acerto. As informações foram confirmadas pela reportagem.

O treinador de 45 anos é um alvo antigo do Fluminense, antes mesmo da gestão de Mário Bittencourt, já que era o preferido do ex-presidente Pedro Abad já em sua eleição em 2016. Depois disso, chegou a ser procurado em outras duas oportunidades pelo clube, mas, por força de compromissos já assumidos, recusou os convites.

Amigo do presidente desde os tempos de jogador, Roger tem conversado diariamente com o mandatário e gostou do projeto apresentado pelo clube. Assim que o time tricolor se aproximou de sacramentar sua vaga na próxima Libertadores, o treinador voltou a ser procurado. Apesar de sondagens de outros clubes do Brasil e do futebol do Japão, o Fluminense é o favorito e o destino provável do técnico em 2021.

Autor do gol do título da Copa do Brasil de 2007, o ex-defensor do Fluminense gostou do que ouviu nas tratativas. Além do carinho que possui pelo clube —pelo qual disputou 123 jogos e balançou as redes em dez oportunidades, entre 2006 e 2008, e encerrou sua carreira—, Roger está seduzido pela chance de treinar um elenco repleto de jovens. Ele também possui ótima relação com Fred, grande líder do elenco.

O contrato seria assinado até o fim da gestão de Mário Bittencourt no clube, ou seja, até dezembro de 2022. Hoje efetivado, Marcão deve voltar ao cargo de auxiliar permanente e técnico do sub-23.

Como treinador, Roger possui três títulos estaduais: o Campeonato Mineiro de 2017 pelo Atlético-MG e o bicampeonato baiano, em 2019 e 2020. Seu último trabalho foi no Bahia, de onde acabou demitido em setembro de 2020, após 16 meses à frente da equipe.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por FolhaPress, em Brasil & Mundo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...