Regional

São José fecha fase com vitória e alcança mais um objetivo antes da reta decisiva

A conquista da quarta colocação vale o direito de jogar a segunda partida em casa

Escrito por Jogando Juntos

25 MAI 2021 - 18H37 (Atualizada em 25 MAI 2021 - 19H56)

Fábio Moraes/São José EC Águia 958 (Fábio Moraes/São José EC)

Na última rodada da fase de classificação do Paulista da Série A-3, o São José venceu por 2 a 0 na visita ao Comercial de Ribeirão Preto e alcançou o objetivo de terminar entre os quatro melhores dos oito que avançaram ao mata-mata das quartas de final. Os resultados da tarde desta terça-feira também determinaram o Linense como o adversário do primeiro dos dois mata-matas que valem acesso à Série A-2. O jogo de ida será na sexta-feira, em Lins, com a volta na segunda-feira.

Quando a rodada começou, o São José estava na quinta colocação e teria o Votuporanguense, o quarto colocado, como o adversário das quartas de final. O jogo de volta seria em Votuporanga por conta da melhor campanha geral do adversário.

Aos 18 minutos, o São José abriu o placar e começou a acompanhar a movimentação dos concorrentes. Os gols foram acontecendo e alterando o posicionamento dos seis já classificados e acirrando a disputa pelas duas vagas ainda abertas.

A rodada terminou com os seguintes resultados: Comercial 0 x 2 São José; Noroeste de Bauru 3 x 0 Rio Preto; Linense 0 x 1 Marília; Batatais 0 x 2 Barretos; Votuporanguense 3 x 1 Primavera de Indaiatuba; Nacional de São Paulo 4 x 1 Bandeirante de Birigui; Penapolense 2 x 2 Desportivo Brasil de Porto Feliz e Capivariano 2 x 0 Olímpia.

A classificação final ficou assim: 1º – Noroeste (28 pontos); 2º – Barretos, Votuporanguense e São José (27); 5º – Linense (24); 6º – Marília e Primavera (23); 8º – Nacional (22); 9º – Desportivo Brasil (20); 11º – Bandeirante e Comercial (17); 13º – Rio Preto (16); 14º – Olímpia (13); 15º – Batatais (9) e 16º – Penapolense (7).

O Linense, com a derrota, perdeu a vice-liderança e desceu à quinta colocação. Vitoriosos, Barretos, Votuporanguense e São José subiram uma posição e fecharam o G4. O Barretos teve oito vitórias e o Votuporanguense e o São José, sete. O time joseense ficou em quarto porque no saldo de gols perdeu por seis a oito.

A tabela dirigida deixou as quartas de final com os seguintes confrontos: Noroeste (1º colocado) x Nacional (8º), Barretos (2º) x Primavera (7º), Votuporanguense (3º) x Marília (6º) e São José (4º) x Linense (5º).

Os confrontos

Como a melhor campanha vale o jogo de volta em casa, a rodada de ida, na sexta-feira, terá: Linense x São José, Marília x Votuporanguense, Primavera x Barretos e Nacional x Noroeste. A rodada de volta está prevista para segunda-feira, dia 31. Os horários ainda serão definidos pela Federação Paulista de Futebol.

A melhor campanha será critério para desempate no confronto que terminar igualado no número de pontos e gols marcados. Até quinta-feira, véspera da rodada de abertura do mata-mata, cada time poderá trocar até quatro jogadores da lista atual de 26. Também será permitida a substituição dos jogadores contundidos e que comprovadamente não terão tempo suficiente de recuperação.

O jogo

Em Ribeirão Preto, o São José controlou as ações contra o já eliminado Comercial e fez o placar de 2 a 0 jogando melhor e evitando desgaste excessivo. Aos 18 minutos, o atacante Lucas Formiga fez boa jogada ao invadir a área pela meia direita e mandou um passe rasteiro que o oportunista centroavante Anderson Magrão desviou para dentro.

Os joseenses, que poderiam ter saído do primeiro tempo com uma vantagem mais interessante, praticamente liquidaram o adversário quando ampliaram para 2 a 0, aos 18 minutos do segundo tempo. Em uma falta levantada em diagonal da direita, o zagueiro Dema, fechando na segunda trave, mandou uma cabeçada para baixo. O goleiro conseguiu defender, mas Anderson Magrão aproveitou o rebote.

Assim, o São José pôde seguir com o planos de poupar jogadores e dar minutos de partida a alguns que não vinham sendo constantemente aproveitados. Aos 34 minutos, por sentir dores na coxa, o goleiro Thiago Santos pediu troca e o reserva Vitor Prada entrou. O Comercial tentou algumas investidas, mas não criou uma única oportunidade de gol.

Os times

O São José, do técnico Renato Peixe: Thiago Santos (Vitor Prada 34´/2º); Carlos, Arthur, Dema e Alex Barros; Carlinhos (Pablo 9´/2º), Alan Lopes e Lucas Gomes (Ícaro 9´/2°); Lucas Formiga (Eric Mamer 26´/2º), Anderson Magrão e Radsley (Santiago – intervalo).

O Comercial, do técnico Betão Alcântara: Thales; Luã Niger, Guilherme Mariano, Cortez e Felipe Santana; Guilherme Pitbull (Derick 41´/2º), Juninho e Danillo Ribeiro; Gilvan (Lucas Shallon – intervalo), Rafael Tanque (Luquinha 26´/2º) e Felipinho.

No estádio Francisco de Palma Travassos, a equipe de arbitragem contou com: Ilbert Estevam da Silva (árbitro), Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (assistente 1), Fausto Augusto Viana Moretti (assistente 2), Ricardo Bittencourt da Silva (quarto árbitro) e Luiz Vanderlei Martinucho (avaliador de campo).

Fábio Moraes/São José EC
Fábio Moraes/São José EC
Anderson Magrão começando a comemorar o segundo gol


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jogando Juntos, em Regional

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.