Regional

São José vence concorrente direto e segue em busca da classificação antecipada

O time fez 2 a 1 na visita ao Nacional de São Paulo e poderá reservar a sua vaga na penúltima rodada

Escrito por Jogando Juntos

20 MAI 2021 - 18H45 (Atualizada em 20 MAI 2021 - 18H55)

Águia 962

O São José conquistou uma importante vitória na tarde desta quinta-feira e segue firme no plano de antecipar classificação à fase decisiva do Campeonato Paulista da Série A-3. Em São Paulo, fez 2 a 1 no Nacional, aproveitando o confronto direto para ultrapassar um concorrente que trazia um ponto de vantagem e atuava com as mesmas pretensões. Agora, a vaga poderá ser comemorada na penúltima rodada, sábado, às 20h, em casa, contra o Penapolense.

Com 18 pontos ganhos e na sétima posição, o São José entrou na penúltima rodada sabendo que poderia dar um salto à classificação, ou encarar o risco de enfrentar uma concorrência acirrada por uma das oito vagas das quartas de final. O Nacional, com 19 pontos, queria uma terceira vitória consecutiva para sustentar a quarta posição e subir um pouco mais.

A formação joseense surgiu com uma linha de três zagueiros como principal novidade. Três volantes, dois centroavantes, dois laterais e um goleiro completaram a equipe. O Nacional, de melhor ataque no campeonato, atuou sem desfalques e com um posicionamento bem ofensivo.

O São José abriu o placar no início, aos 9 minutos, em um contragolpe bem armado. O centroavante Anderson Magrão recuou, girou e aprofundou para o lateral-direito Denis descer e cruzar. O centroavante Lucas Lima quase alcançou e, atrás deles, um zagueiro rebateu deixando a sobra para o meio-campista Carlinhos finalizar com um chute de primeira.

Instigado, o Nacional foi à frente e criou um volume de jogo ofensivo que desestabilizou a defesa joseense em alguns momentos. Chances de gol foram criadas e a pressão ainda gerou uma contusão do zagueiro Douglas Mendes que saiu substituído pelo reserva Arthur.

Aos poucos, o São José foi ajustando a marcação e criando oportunidades para ampliar a vantagem. Aos 31, Lucas Lima recebeu lançamento longo na área, tirou um zagueiro do caminho e mandou um chute forte no travessão. Mais adiante, aos 45, Lucas Lima ajeitou e Denis, mergulhando na área, cabeceou fraco e nas mãos do goleiro.




Empate e nova vantagem

No começo do segundo tempo, o Nacional empatou, aos 8 minutos. O lateral-direito Gigante recebeu na intermediária e levantou em diagonal, na segunda trave. Atrás dos zagueiros e na frente do goleiro, dois jogadores fecharam e Mendes esticou a perna e mandou para dentro.

O time da casa tentou aproveitar o bom momento, mas as substituições no São José foram dando à equipe a força necessária para um reequilíbrio das ações. As dua equipes queriam a vitória e a partida seguiu aberta.

Aos 36 minutos, após desarmar um ataque do São José, o zagueiro Everton atravessou o campo com bola dominada e deixou o seu lado da defesa exposta. Em contragolpe, Arthur cortou, Carlinhos enviou ao avançado lateral-esquerdo Oliveira. Gilsinho pediu, desceu pela esquerda e fez um ótimo passe rasteiro. Alan Lopes, invadindo a área pela meia esquerda, foi preciso ao desviar de primeira, entre o goleiro e a trave direita.

Fazendo 2 a 1 em um momento crucial da partida, o São José tratou de valorizar o resultado. Denis sentiu uma contusão na coxa, praticamente deixou o time com um a menos, mas o atacante Radsley recuou e ao Nacional foram dados poucos espaços também nos cinco minutos de acréscimos.

Assim, mesmo com outras partidas da rodada ainda para começar, o São José saiu de campo com a certeza de que a antecipação da vaga poderá vir no sábado, contra o Penapolense. Depois, visitando o Comercial de Ribeirão Preto na terça-feira, o objetivo na última rodada seria fechar a fase na melhor colocação possível.

Os times

O São José, do técnico Renato Peixe: Thiago Passos; Denis, Gutierrez, Dema e Alex Barros (Oliveira 13´/2º); Douglas Mendes (Arthur 20´/1º), Pablo (Lucas Gomes 13´/2º), Carlinhos e Alan Lopes; Lucas Lima (Gilsinho – intervalo, depois Radsley 37´/2º) e Anderson Magrão.

O Nacional, do técnico Ricardo Silva: Rafael; Gigante, Everton, Gustavo França (Diego Chiclete 14´/2º) e César; Ricardo, Mendes (Paolo 19´/2º), Brener (Guilherme Nascimento – intervalo) e Guilherme Lobo; Wallace (Paolo 25´/2º) e Éder Paulista (Leandro 19´/2º).

No estádio Nicolau Alayon, a equipe de arbitragem contou com: Danilo da Silva (árbitro), Osvaldo Apipe de Medeiros Filho (assistente 1), Ítalo Magno de Paula Andrade (assistente 2), Ricardo Bittencourt da Silva (quarto árbitro) e Marcelino Tomaz de Brito Neto (avaliador de campo).




Nas fotos (de Fábio Moraes/São José EC), Carlinhos fazendo o primeiro gol e Alan Lopes, o segundo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jogando Juntos, em Regional

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.